Premiê May sofre derrota no Parlamento em retomada de debate sobre Brexit

Parlamentares querem que governo apresente plano B em caso de perda

Reuters

A primeira-ministra britânica, Theresa May, sofreu uma derrota inicial em seus planos para o Brexit nesta quarta-feira, quando parlamentares exigiram que o governo apresente um plano B dentro de dias caso perca uma votação sobre o acordo que negociou com a União Europeia para deixar o bloco.

Com menos de três meses antes de o Reino Unido deixar a UE, o Parlamento britânico iniciou uma batalha de cinco dias sobre o plano de May para o Brexit com uma demonstração de força, minando o cronograma que ela preferia adotar caso os parlamentares rejeitassem o acordo na próxima terça.

May se recusou a recuar de seu impopular acordo, que visa laços comerciais mais estreitos com a UE após a saída do bloco em março, pressionando por uma votação que ela deve perder depois de fracassar em conseguir o apoio de seus aliados da Irlanda do Norte.

Uma derrota do acordo de May na votação aprofundará a incerteza sobre o futuro do Brexit, a maior mudança nas políticas externa e comercial do Reino Unido em mais de 40 anos, e abre caminho para vários resultados diferentes, que vão de uma saída desordenada da UE a um novo referendo.

Por 308 votos a 297 os parlamentares votaram a favor de exigir que o governo apresente um plano alternativo em três dias úteis após a votação de terça-feira, em vez do limite planejado de 21 dias.

O porta-voz de May disse que o conselho do governo era de que o Parlamento não poderia mudar a chamada moção de negócios que estabeleceu o procedimento para a votação do Brexit, mas minimizou o impacto da votação para os planos gerais do governo.

"Estamos fazendo tudo que podemos para vencer a significativa votação que acontecerá na terça", disse o porta-voz. "Mas também é a intenção, se isso não acontecer, que respondamos rapidamente ao fornecer certeza sobre o caminho à frente após essa votação."

Aliada a uma votação no final da terça, quando o governo perdeu o projeto sobre finanças, essas derrotas enfatizam a precária posição de May no Parlamento e a dificuldade que ela terá para obter aprovação para o acordo do Brexit.

Mundo