Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Polícia obriga homem a fazer 300 agachamentos e ele acaba morrendo

Vítima foi punida pelos agentes das Filipinas por ter furado toque de recolher

Redação Integrada com informações do Daily Mail

Um filipino morreu depois de ter sido forçado a fazer 300 agachamentos pela polícia como punição por quebrar as regras de toque de recolher contra a covid. Ele havia saído para comprar água quando foi “flagrado”.

Darren Manaog Penaredondo, 28, morreu na cidade de General Trias, nos arredores da capital Manila, no dia 3 de abril - dois dias depois de ser pego pela polícia comprando uma garrafa de água em uma loja local após o toque de recolher, às 18h.

A esposa, Reichelyn Balce, disse que ele e um grupo de outros cidadãos que violaram o toque de recolher foram forçados a fazer 100 agachamentos - mas tiveram que repetir o exercício se não conseguissem fazer sincronizadamente.

No momento em que Darren chegou em casa, na manhã seguinte, disse Balce, que havia realizado 300 exercícios e mal conseguia andar.

“Eu perguntei se ele foi espancado. Ele apenas sorriu, mas era óbvio que estava com dor”, disse Blace. Ela relatou que ele não conseguiu ficar de pé pelo resto do dia e que estava rastejando pelo chão porque as pernas e joelhos doíam muito.

Então, enquanto tentava usar o banheiro, Darren começou a ter convulsões e teve que ser reanimado por um vizinho usando RCP.

Ele recuperou a consciência por um curto período, mas acabou falecendo por volta das 22h, sem chegar ao hospital.

A prima Adrian Lucena anunciou a morte no Facebook, escrevendo: “Nós te amamos muito. Não permitiremos que os responsáveis ​​escapem da justiça.”

Resposta oficial

Rodolfo Cruz Jr, chefe das unidades de guarda da aldeia local, confirmou que Darren foi preso por violar o toque de recolher, na noite de 1º de abril, mas disse que foi entregue à polícia municipal pouco depois.

O tenente-coronel Marlo Solero, chefe da força policial local, negou que as ocupações sejam usadas como punição para os infratores do toque de recolher e disse que os policiais dão “palestras” aos infratores.

“Se for descoberto que a polícia ordenou que Penaredondo fizesse agachamentos, isso não será tolerado”, acrescentou.

O prefeito Ony Ferrer divulgou um comunicado no Facebook enquanto a notícia da morte se espalhava, prometendo realizar uma investigação completa.

“Queremos saber o que realmente aconteceu por causa da família”, disse ele.

Acrescentou que entrou em contacto com a família de Darren para apresentar as condolências.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO