Menino de sete anos morre contaminado por ‘ameba comedora de cérebro’

A bactéria pode se proliferar em água doce, parada ou quente

O Liberal

Uma criança de sete anos morreu, neste mês de agosto, após entrar em contato com um raro protozoário, conhecido popularmente como “ameba comedora de cérebro”, no condado de Tehama, na Califórnia. As informações são do do portal Correio Braziliense. 

O pequeno David Pruitt teria contraído a doença, chamada meningoencefalite amebiana primária, ou PAM na sigla em inglês, ao nadar em um lago que fica na propriedade da família. No dia 30 de julho, ele foi encaminhado às pressas ao hospital local, mas não resistiu ao agravamento da doença e veio a óbito, no sábado (7). 

A família do menino informou que a evolução do quadro foi rápida. O primeiro estágio de contaminação foi marcado por febre, náuseas e vômito. No agravamento do caso, pode haver rigidez muscular, convulsões e alucinações.

Entenda

De acordo com especialistas, o protozoário Naegleria fowleri consegue se espalhar em água doce, parada ou quente. Geralmente a contaminação ocorre via nasal e, em seguida, a bactéria se fixa no cérebro da vítima, sendo fatal em 97% dos casos.

Palavras-chave

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO