Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Massacre em presídio no Pará chama a atenção do mundo para o município de Altamira

Jornais internacionais destacaram em suas edições online o confronto entre facções que terminou com 57 mortos

Redação Integrada

Vários jornais, dos vizinhos Argentina e Uruguai, aos europeus, deram amplo destaque ao massacre no Centro de Recuperação Regional de Altamira (CRRA), ocorrido nesta segunda-feira (29).

Leia também: 57 detentos são mortos durante confronto entre facções em presídio de Altamira

 

"Mais de 50 presos morrem após briga em penitenciária brasileira", estampou o Deutsche Welle, da Alemanha. "Brasil: ao menos 52 mortos em motim carcerário", destacou La Nacion, da Argentina.

"Brasil: ao menos 52 mortos em conflito numa prisão", disse Le Parisien, da França. O jornal francês também chamou a atenção para as vítimas que foram decapitadas, destacando ainda a explicação dos representantes do sistema penal paraense, de que foi uma briga entre facções rivais.

A BBC News, do Reino Unido, enfatizou que um grupo invadiu o setor dos rivais por volta das 7 horas, observando que houve reféns. A publicação colocou um mapa do Brasil, destacando o Pará e a localização de Altamira.

"Cinquenta e dois presos mortos em rebelião em prisão no Brasil; 16 decapitados", pôs em sua manchete o norte-americano The Washington Post. O jornal colocou em destaque um vídeo com ação externa das forças de segurança. Destacou também que a polícia levou cinco horas “para acabar com o motim na prisão de Altamira, no estado do Pará”.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO