Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Jovem é suspeita de matar marido de 77 anos que teve relação com 4 mil mulheres

Na autobiografia do magnata havia um capítulo sobre como seduzir estudantes universitárias e aeromoça

Com informações de Último Segundo

Foi presa nesta quarta-feira (28), Saki Sudo, viúva de um magnata imobiliário japonês, suspeita de ter assassinado o marido poucos meses após o casamento. Kosuke Nozaki morreu aos 77 anos, vítima de envenenamento agudo, em 2018.

O idoso se denominava um “Don Juan” e se orgulhava por ter gastado milhões de dólares com muitas mulheres jovens.

Em sua autobiografia, o homem dizia já ter gasto três bilhões de yenes (cerca de 147,4 milhões de reais) para cortejar cerca de 4 mil mulheres. "Não me interesso pelos carros, nem pelas casas. Na verdade, tenho um desejo sem limites de manter relações sexuais com lindas mulheres", escreveu em seu livro.

Na autobiografia do magnata também tinha um capítulo sobre como seduzir estudantes universitárias e aeromoças.

A viúva de 25 anos é suspeita de ter forçado o marido a ingerir uma grande quantidade de um estimulante. Relatórios apontam que o homem teria misturado a substância com alguma bebida, pois não foram encontradas marcas de agulha no corpo da vítima.

No entanto, a polícia local se negou a confirmar a prisão da jovem.

De acordo com a imprensa, a viúva teria buscado informações sobre drogas pela internet antes da morte do marido milionário.

O magnata dirigia negócios imobiliários, uma empresa de venda de licores e outra de empréstimos.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO