Crianças com Covid-19 podem ter menor potencial de infecção que adultos, dizem cientistas

Artigos mostram que elas têm sintomas mais leves do que os adultos

Reuters

As crianças têm sintomas mais leves de Covid-19 do que os adultos, e as evidências sugerem que elas também podem ter menor suscetibilidade e potencial de infecção, disseram cientistas que aconselham o governo britânico.

À medida que a Europa e os Estados Unidos começam a reabrir os negócios após as quarentenas impostas para retardar a disseminação do novo coronavírus, os líderes mundiais estão tentando descobrir quando é seguro que crianças e estudantes retomem os seus estudos.

Advertindo que existe uma falta significativa de evidências de alta qualidade sobre crianças, os cientistas concluíram em um artigo submetido ao governo britânico que "havia algumas evidências de que as crianças apresentavam sintomas mais leves que os adultos, mas que as evidências de suscetibilidade e transmissão ainda eram pouco claras."

Em outro artigo submetido ao governo, os cientistas disseram que "as evidências permanecem inconclusivas tanto na suscetibilidade quanto na infectividade das crianças, mas o balanço das evidências sugere que ambas podem ser menores do que nos adultos".

Em um terceiro documento, datado de 29 de abril, o professor Russell Viner, da University College London, e Rosalind Eggo, da London School of Hygiene & Tropical Medicine, disseram que os dados clínicos do Reino Unido confirmaram que as crianças têm uma doença notavelmente menos sintomática e de menor gravidade do que os adultos.

"Estudos sorológicos estão começando a ficar disponíveis sobre o histórico de infecções infantis, com alguns sugerindo baixas taxas de infecção", explicaram os pesquisadores. "Eles devem ser interpretados com cautela."

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!