Companhia aérea do Irã inaugura voo direto para a Venezuela

Empresa aérea privada do Irã é acusada pelo Ocidente de transportar equipamento militar para zonas de guerra

Reuters

A Mahan Air, empresa aérea privada do Irã acusada pelo Ocidente de transportar equipamento militar para zonas de guerra no Oriente Médio, inaugurou um voo direto para a Venezuela nesta segunda-feira, enquanto Teerã vem expressando apoio a Caracas em seu confronto com a oposição apoiada pelos Estados Unidos.

O porta-voz da Organização de Aviação Civil iraniana, Reza Jafarzadeh, disse que a rota foi inaugurada na manhã desta segunda-feira e que o avião transportará autoridades do Ministério das Relações Exteriores a Caracas, segundo citação da agência de notícias Mehr.

Jafarzadeh disse que uma delegação da Mahan Air também está viajando à capital venezuelana para debater a manutenção de voos frequentes entre os dois países. O voo Teerã-Caracas sem escalas levará 16 horas.

Um fotógrafo da Reuters viu um avião da Mahan Air estacionado perto do aeroporto de Maiquetia, em Caracas, na manhã desta segunda-feira. O Ministério da Informação venezuelano não respondeu a uma pergunta sobre o objetivo do voo.

A Mahan Air, estabelecida em 1992 como a primeira empresa aérea privada do Irã, tem a maior frota de aeronaves do país.

França e Alemanha proibiram os voos da empresa no início deste ano, acusando-a de transportar equipamento e pessoal militar para a Síria e outras zonas de guerra regionais, e os EUA a submeteram a sanções em 2011.

O Irã expressou apoio ao presidente venezuelano, Nicolás Maduro, que vem sendo pressionado pelos EUA para renunciar

Mundo