Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Cientistas cultivam, pela primeira vez, plantas em solo lunar

A pesquisa aponta que as plantas podem se desenvolver, mas o processo é mais lento em comparação com o solo da Terra.

O Liberal

Pesquisadores da Universidade da Flórida, nos EUA, conseguiram cultivar pela primeira vez plantas com solo lunar. Os cientistas plantaram sementes da planta Arabidopsis thaliana, uma espécie semelhante ao agrião, em amostras de rocha e poeira trazidas da Lua à Terra nas missões Apollo 11, 12 e 17, realizadas entre 1969 e 1972. Os resultados do experimento foram publicados na revista científica Nature Communications Biology e financiado pela Nasa. 

A pesquisa aponta que as plantas podem se desenvolver, mas o processo é mais lento em comparação com o solo da Terra. 

Os pesquisadores afirmam que as dificuldades observadas são causadas pela diferença do solo lunar para o solo terrestre. Embora a terra encontrada na Lua tenha elementos semelhantes, como ferro e magnésio, faltam diversos minerais. 

A pesquisa conclui que o solo lunar poderia ser usado para produção de plantas e experimentos na lua, mas “não é um substrato de crescimento benigno”. “Acho incrível que, mesmo nessas condições, a planta cresceu. Ela estava estressada, mas não morreu. A planta não deixa de crescer. Ela se adapta”, disse um dos autores do estudo, Robert Ferl. 

Os cientistas afirmam ainda que a planta é comestível, embora o gosto não seja “especialmente saboroso”. Segundo a Nasa, o experimento é “encorajador” para que outros estudos sobre o assunto possam ser feitos. O objetivo é encontrar a maneira mais eficiente de cultivar plantas no solo lunar. 
 

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO