Remo encerra negociações com clube paulista e dá adeus a meia para 2020

Santo André não liberou a renovação de empréstimo do meia Guilherme Garré com o Leão

Carlos Fellip

Último jogador que o Remo estava negociando a renovação de vínculo para a temporada de 2020, o meia Guilherme Garré deu o adeus oficial ao clube nesta semana. O jogador de 26 anos tinha chegado a mostrar intenção de permanecer no Leão, mas não foi liberado pelo Santo André (SP), clube com quem tem vínculo para o ano que vem.

A negociação entre os azulinos e o Azulão paulista foi encerrada no início desta semana. A justificativa do Santo André foi que o treinador Paulo Roberto Santos decidiu que precisará do jogador no elenco aurianil para a temporada de 2020.

Garré foi contratado pelo Leão em maio deste ano para a disputa da Série C do campeonato brasileiro após ter sido campeão da Série A2 do campeonato paulista pelo Santo André. Garré foi apresentado no dia 14 de maio e jogou 10 partidas pelo Leão, sendo nove pela Terceirona do Brasileirão e uma pela Copa Verde.

Com sequência interrompida por lesões, o meia esteve em campo em apenas 410 minutos dos dez jogos, ou seja, apenas 45,5% de aproveitamento jogando. No Santo André, por exemplo, ele atuou em 18 partidas e ficou em campo por 1,148 minutos, o que equivale a 70,8% do tempo máximo atuando.

Sem Garré, o Remo ficou, portanto, apenas com quatro meias, são eles: Eduardo Ramos, Lukinha, Laílson (Base) e Thiago (Base). A diretoria estuda contratar um reforço para a posição, além de um centroavante, um volante e um lateral direito.

 

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES