Vice do Náutico cita penalidade polêmica que favoreceu o Paysandu na Série C

Papão impetrou ação no STJD para pedir anulação do jogo contra o Timbu por conta de pênalti inexistente marcado para os pernambucanos

Carlos Fellip

As declarações e farpas trocadas entre Paysandu e Náutico seguem se multiplicando. Nesta quarta-feira (11), o vice-presidente do Timbu, Diórgenes Braga, foi à imprensa para declarar que o clube estava em festa pelo acesso enquanto o Paysandu se movimentava juridicamente para cancelar o acesso alvirrubro e disse que o Papão tem "teto de vidro" na competição.

"A gente está absolutamente tranquilo, até porque se o jogo de domingo passado tivesse de ser anulado por aquele lance [o pênalti inexistente marcado por Leandro Pedro Vuaden ao Náutico], teria que também anular São José e Paysandu, que teve um lance de pênalti a favor do Paysandu que foi fundamental pra classificação", disse Diórgenes.

Assista ao lance de São José 1 x 1 Paysandu abaixo!

Apesar do sentimento alheio à tentativa do Paysandu de tentar a impugnação da partida, o cartola do Timbu garantiu que existe um monitoramento do clube junto ao STJD: "Se precaver e é um assunto que o Paysandu vai fazer um pleito no Tribunal. É um assunto entre Paysandu e Tribunal. A gente vai aguardar como vai ser recebido pelo Tribunal e se posicionar juridicamente".

INVASÃO

O final de jogo nos Aflitos foi marcado pela invasão em massa da torcida do Náutico ao gramado. Em nota, o Paysandu afirmou que o "odontólogo do clube, Fernando Augusto, foi agredido durante a invasão". No documento, o Papão ainda relatou: "A equipe teve de descer para o vestiário escoltada por um cordão de isolamento feito por policiais militares, em um ambiente totalmente hostil e que colocou em risco a integridade física e até a vida de aproximadamente 30 profissionais".

Sobre o assunto, o vice-presidente do Timbu foi categórico: "Houve a invasão de campo e é importante colocar que a invasão aconteceu apenas após o jogo, sem agressão e hostilidade. Mas, realmente, houve um fato ali, que, este sim, é um assunto jurídico".

AGENDA

Enquanto não há uma resposta da justiça desportiva, o Náutico segue pensando apenas no primeiro jogo das semifinais da Série C, contra o Juventude. O confronto será às 18h deste domingo (15), no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS) e Diórgenes fez questão de frisar: "A gente está muito tranquilo. Estava comemorando até hoje o acesso e a partir de hoje já estamos trabalhando focados no jogo contra o Juventude, porque, além do acesso, queremos o título".

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!