Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Quadro Tático: Veja como deve jogar o Paysandu de Wilton Bezerra

Equipe de O Liberal observou as partidas de Bezerra no comando do Paysandu e percebeu algumas tendências táticas.

Caio Maia/ O Liberal

Após um começo de quadrangular de Série C irregular, o Paysandu demitiu o técnico Roberto Fonseca. Como novo treinador, o clube efetivou o auxiliar-técnico Wilton Bezerra. Com pouca experiência na função, Bezerra já tem uma dura missão pela frente. Neste sábado (23) às 17h o Papão enfrenta o Ituano em jogo decisivo pela Terceirona.

Como treinador, Wilton tem 10 jogos. Oito deles foram por equipes de menor expressão: São Paulo Crystal e América-PE. Os outros dois são pelo Paysandu. Em um deles, o treinador bateu a Tuna por 4 a 1 e garantiu o título paraense de 2021.

É fato que o material de análise é pouco, mas o Quadro Tático observou os dois jogos do Paysandu sob o comando de Bezerra. Apesar de serem partidas muito singulares - uma final de campeonato e um jogo de reservas pela Copa Verde - pode-se perceber algumas tendências do novo treinador do Papão. Veja:

Jogo funcional

Os treinadores de futebol da atualidade se dividem em duas escolas de jogo: a funcional e a posicional. Bezerra se enquadra na primeira opção. Toda a organização tática da equipe está voltada para a bola. Essas equipes costumam atuar com jogadores mais próximos, sempre afunilando jogadas.

Pontas dentro da área

Devido ao jogo funcional é comum ver os pontas das equipes treinadas por Bezerra entrando na área com frequência. Isso ocorreu tanto contra a Tuna, pelo Parazão, como contra o Penarol-AM, pela Copa Verde. Dessa forma, Wilton contuma colocar de quatro a cinco jogadores dentro da área adversária.

Variação tática

Nas duas partidas analisadas, Bezerra usou duas formações táticas distintas. Conta a Tuna era um 4-1-2-1-2, com atacantes bem velozes e invertendo posições. Contra o Penarol-AM foi um 4-2-3-1 tradicional. A diferença é no nível de agressividade da equipe. Na primeira formação, a equipe pressiona mais na saída de bola e chega com mais jogadores à frente.

Camisa 10 móvel

Pode esquecer os camisas 10 clássicos, mais parados atrás do atacante. Bezerra gosta de dar liberdade para os meias se movimentarem pelo campo inteiro. Por isso, a ideia é que Jose Aldo se mantenha como titular, mas mais perto da área. Outra opção é a entrada de Marlon no setor, assim como ocorreu na partida contra a Tuna, na decisão do estadual.

 

 

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES