Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Quadro Tático: 62,5% dos gols tomados pelo Paysandu no mata-mata do Parazão vieram de cruzamentos

Problemas para a Série C? Sistema defensivo do Papão sofre para estancar sangria nas bolas mandadas para a área (rasteiras ou altas)

Andre Gomes

O Paysandu terminou o Parazão com o vice e o sistema defensivo foi novamente alvo críticas. Ao longo das partidas, o técnico Márcio Fernandes promoveu mudanças de peças, para tentar sanar os problemas. Porém, além de não obter sucesso, os problemas em cruzamentos - rasteiros ou altos -, em bolas vindas do lado do campo, chamara a atenção, especialmente com o início da Série C.

O Quadro Tático de O Liberal analisou as jogadas dos oito gols tomados pelo Papão na fase de mata-mata do Campeonato Paraense e constatou: 62,5% dos gols sofridos pelo time (cinco de oito) vieram de jogadas citadas acima. Seja por erro individual ou de marcação coletiva, o problema persistiu ao longo de toda a fase final.

Vale lembrar, o Paysandu volta a campo somente no domingo (17 de abril), às 19h, contra Atlético-CE, na Arena Verde, em Paragominas. A partida é válida pela Série C e o Papão cumpre punição pela invasão de torcedores na Terceirona do ano passado.

A partida tem transmissão lance a lance pelo portal OLiberal.com.

Confira a lista de gols tomados pelo Paysandu por cruzamentos no mata-mata (bola parada ou não)

Tapajós 3x4 Paysandu

* Segundo gol do Tapajós: Fernando Portel cruza rasteiro para a área com toda a liberdade. A bola fica viva, Elias espalma sem força para o meio da área e Bambelo empurra para o gol;

Águia 1x3 Paysandu

* Gol do Águia: cruzamento de Betinho, Elias espalma a bola para para cima. Na sobra, Luam Parede marca o gol. Mais uma vez, o jogador de lado do Águia recebe livre. Genilson, que saiu para tentar impedir o cruzamento, marca à distância;

Remo 3x0 Paysandu

* Primeiro gol do Remo: Bruno Alves cruza a bola para a área (dessa vez bem marcado), Marco Antônio desvia e sobra para Brenner, nas costas de Polegar, cabecear para o gol;

* O lance do gol perdido por Marco Antônio, sozinho, quase embaixo da trave, foi em mais um cruzamento. Leonan, livre de marcação, cruza para a área, Ricardo Luz venceu João Paulo e Marco Antônio, cara a cara, mandou longe;

* Segundo gol do Remo: Leonan recebe livre, demora para chegar alguém para impedir o cruzamento (Igor Carvalho corre para fazer isso, quando um volante deveria ajudar na jogada), ele manda para a área. Elias erra o tapa na bola, Brenner tenta marcar, mas João Paulo chega antes e faz contra;

* Terceiro gol do Remo: dois lances que são quase uma cópia, com a diferença que em um deles, a bola entrou. Escanteio cobrado por Bruno Alves, Anderson Uchôa sobe e cabeia primeiro para fora (na etapa inicial) e depois (no segundo tempo) para o gol do Leão. Genilson, nos dois lances, marcou a bola, não subiu para cabecear e permitiu que Uchôa ficasse livre.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES