Paysandu perde mais uma vez no Círio e situação do Bicola se complica na Série C

Papão não foi páreo para o artilheiro Pipico

Andre Gomes

Com Nicolas no ataque, o Paysandu sabe o que é ter um artilheiro decisivo no time. Mas no jogo deste domingo (11) de Círio de Nazaré, fora de casa, contra o Santa Cruz, o feitiço virou contra o Papão e outro atacante se destacou: Pipico, o camisa nove Tricolor, brilhou, marcou os dois gols da vitória por 2 a 1 dos pernambucanos, que tirou a chance do Paysandu de se aproximar do G4 da Série C. Vinícius Leite ainda diminuiu para o Papão, no entanto, ficou por aí.

ACOMPANHE COMO FOI O JOGO LANCE A LANCE

A derrota empurra o Bicola para a sexta posição e o time ainda pode cair uma posição. Isso porque nesta segunda-feira (12), Vila Nova x Manaus ocorre no Estádio OBA e o clube amazonense tem os mesmos 11 pontos do Bicola. Caso o Gavião do Norte pontue - ou seja, basta um empate -, a equipe ultrapassa o Paysandu na tabela.

VEJA OS GOLS DA PARTIDA

O próximo desafio do Paysandu no Campeonato Brasileiro da Série C é no próximo domingo (18), às 18h, no Mangueirão, contra o Vila Nova. A partida, que é decisiva nas ambições do Papão no torneio, tem transmissão lance a lance pelo portal OLiberal.com.

Primeiro tempo

O Paysandu até começou bem a partida. Prova disso é que nos primeiros minutos, o Bicola teve a chance inicial do jogo, por meio de Alex Maranhão, que chutou para fora, sem perigo. A partir daí, o primeiro tempo teve praticamente o mesmo caminho até o fim. O Santa Cruz mantinha a posse de bola e tentava furar as duas linhas de quatro do Papão, que alternava entre frear os mandantes e partir em velocidade, no contra-ataque, e tentar construir o jogo desde o campo de defesa.

O artilheiro apareceu, mas foi do lado contrário...

Sem conseguir criar perigo ao gol de Maycon, o Paysandu não via o seu principal jogador, Nicolas, ter oportunidades. No entanto, quem apareceu foi o artilheiro do Santa Cruz, Pipico. Aos 34 da primeira etapa, após um passe equivocado do goleiro Gabriel Leite, Toty cruzou do lado direito e Pipico cabeceou para o gol. A bola ainda passou por debaixo do goleiro bicolor: 1 a 0 Santa.

Paysandu piorou desde então

Teoricamente, o gol do adversário deveria deixar o Paysandu mais ligado no jogo, mas não foi o que ocorreu. Com a passividade da equipe em campo, o Santa Cruz se tornou ainda mais corajoso e começou a apertar mais e roubar a bola no campo de defesa bicolor. Assim, criou chances perigosas.

Pipico aparece quando o Papão era melhor

No início do segundo tempo, a mudança de postura no Paysandu foi visível. Os jogadores pareciam mais ligados - também pecaram no excesso de faltas - e a equipe ensaiou uma blitz antes dos primeiros 10 minutos. Matheus Costa avançou as linhas e o time passou a recuperar mais bolas. Porém, quando o Papão era melhor, a estrela de Pipico brilhou novamente para ampliar.

Sob gritos de 'vamos acreditar' do banco, Paysandu esboçou uma reação

Com o 2 a 0 no placar, o Paysandu, por momentos, pareceu entregue. Mas os gritos de incentivo vindos do banco de reservas e as mudanças de Matheus Costa surtiram efeito. Com as entradas de Juninho e Luiz Felipe, o Paysandu partiu para cima e passou a exigir o goleiro Maycon. Até que aos 35 minutos, em cobrança de falta, Vinícius Leite - que contou com um desvio da barreira - diminuiu.

O buraco no meio-campo era visível, com os jogadores mais ofensivos espetados na área - por vezes, se apresentando no lado do campo. As tentativas vinham em sua maioria pelas laterais. Porém, nos últimos minutos, os cruzamentos não tiveram perigo e a partida terminou com a segunda derrota consecutiva do Paysandu: 2 a 1 para o Santa, que retorna à liderança.

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro da Série C

10ª rodada
Local: Estádio Arruda, Recife

Árbitro - Leonardo Ferreira Lima (PR)
Assistentes - Oberto da Silva Santos (PB) e Heitor Alex Eurich (PR)
Quarto árbitro - Deborah Cecilia C Correia (PE) 

Gols: Pipico aos 34/1°T e aos 10/2°T; Vinícius Leite aos 35/2°T
Cartões amarelos: Célio, Perí e Pipico (Santa Cruz); Perema e Vinícius Leite (Paysandu)

Santa Cruz - Maycon; Toty, Danny Morais, Célio e Leonan; Bileu, André (Tinga) e Didira (Mayco Félix); Jáderson (Perí), Lourenço (Negueba) e Pipico. Treinador: Marcelo Martelotte

Paysandu - Gabriel Leite, Tony, Perema, Wesley Matos e Bruno Collaço (Diego Matos); Serginho (Juninho), Wellington Reis, Alex Maranhão (Luiz Felipe); Vinícius Leite, Uilliam Barros (Elielton) e Nicolas. Treinador: Matheus Costa

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES