Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Após morte de líder de chapa, Assembleia Geral do Paysandu indefere pedido de prorrogação do período de inscrições

Prazo foi encerrado no último dia 3 de novembro

Andre Gomes

A Assembleia Geral do Paysandu julgou na tarde desta quinta-feira (5) o pedido da chapa 'Reconstruir com Transparência', que pediu a prorrogação do prazo de inscrições para as eleições presidenciais do clube. A mesa, liderada pelo presidente Nilton Gurjão, indeferiu, por 'falta de amparo estatutário'. A AG alega que o grupo teve 30 dias para realizar a inscrição no pleito, no entanto, não realizou.

O CASO

Nas últimas semanas, o líder da chapa 'Reconstruir com Transparência', Antônio Maciel, esteve internado por causa da covid-19. No entanto, esperançosos com a recuperação do advogado, o grupo solicitou na tarde de terça-feira (3) a prorrogação do prazo. No entanto, horas depois, o Antônio Maciel morreu, por complicações causadas pela doença. O sepultamento foi realizado na tarde de quarta-feira (4), com homenagens durante o cortejo, em frente ao Estádio da Curuzu.

Confira a decisão completa da Assembleia Geral

DECISÃO:

"Diante do Exposto, a Mesa Diretora da Assembleia Geral resolve conhecer do presente Requerimento de prorrogação do prazo de inscrição de chapas apresentado por Alexandre Augusto de Pinho Pires, e indeferi-lo, por absoluta falta de amparo estatutário e em respeito às outras duas chapas que se inscreveram no prazo do edital. Dê-se ciência dessa decisão ao Requerente."

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES