Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mãe de Leandro Lo corrige João Vicente no Encontro e revela: 'Fiquei chateada'

Fátima Lo explica que campanha para arrecadação de dinheiro não é para ajudar a família, mas para a criação de instituto em homenagem ao lutador de jiu-jitsu assassinado no último final de semana

O Liberal

A mãe de Leandro Lo, campeão mundial de jiu-jitsu que foi assassinado na madrugada do último domingo (7), corrigiu o ator e apresentador João Vicente durante participação no programa “Encontro”, da TV Globo. Ele informou nas redes sociais que uma vaquinha virtual foi organizada para angariar fundos para ajudar a família de Leandro, mas Fátima Lo explicou que, na realidade, o valor vai para a criação de uma fundação em homenagem ao ex-lutador.

"O João Vicente falou sobre a vaquinha de ajuda à família Lo, só que eu não sabia da intenção dessa vaquinha e eu fiquei chateada porque a gente não está precisando de ajuda. Graças a Deus a gente tá bem", afirmou a mãe do atleta.

VEJA MAIS

Campeão mundial de jiu-jítsu foi baleado por PM de folga, diz Secretaria de Segurança
Leandro Lo, 32 anos, teve morte cerebral após ser baleado, neste domingo (7), em uma casa de shows

Campeão mundial de jiu-jítsu é baleado e tem morte cerebral confirmada
O lutador foi baleado na cabeça ao tentar imobilizar um homem durante uma festa

Segurança sobre permissão de porte de arma para militares em shows: 'PM armado nos intimida'
"O Estado garante o direito de eles andarem armados 24 horas por dia, e nós, vigilantes de evento, não temos o poder de desarmá-los pra que eles possam acessar show"

A fala de João Vicente ocorreu também no Encontro, porém na edição da segunda-feira (8). “A gente tá fazendo uma vaquinha pra família do Leandro, pra ajudar eles nesse momento, então, quem puder, tá postado no meu Instagram", disse, então, João.

Logo após a fala de Fátima Lo nesta terça, a apresentadora do Encontro, Patrícia Poeta, reforçou o recado. "Era para a instituição, não para o velório. Corrigindo então essa informação. Tinha toda uma boa intenção, para dar seguimento a algo que o Leandro começou", corrigiu Poeta.

A ideia surgiu de amigos e familiares de Leandro. A meta é criar uma instituição que dê retornos financeiros ao jiu-jitsu, na formação e aperfeiçoamento de atletas, além de buscar novos talentos para  modalidade, mantendo, assim, o legado de Lo. Mais de 20 mil dólares foram arrecadados nas primeiras 24 horas - a meta é chegar aos 100 mil. O próprio lutador foi descoberto por meio de um projeto social, o “Lutando pelo Bem” (PSLPB), do mestre Cícero Costha.

“Um dos sonhos do Leandro era dar o que recebeu do jiu jitsu para os próximos. Aliás, isso é o que define ele, sempre preocupado com o próximo, primeiro, e só depois com ele mesmo. Em um primeiro momento, a família negou a ajuda porque não precisa, hoje tem boas condições financeiras, mas era uma vontade dele que os amigos decidiram tornar realidade para manter vivo esse legado dele”, contou, ao jornal O Globo, William Carmona Maia, amigo de Leandro, advogado e dono do BJJBet, promotora de eventos da modalidade.

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES