Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Casos de assédios, vitória de Leclerc e Mick Schumacher piloto do dia; destaques do GP da Áustria

O circuito de Spielberg foi palco de uma corrida bem movimentada. A Ferrari esfriou a festa da Red Bull em casa e a Mercedes conseguiu ficar entre os três primeiros

Aila Beatriz Inete

A festa da Red Bull em Spielberg, no GP da Áustria, foi esfriada por Charles Leclerc. O piloto não deu espaço para que Max Verstappen vencesse. O final de semana ainda seria melhor para os italianos se o carro de Carlos Sainz não tivesse quebrado nas voltas finais. Com isso, Lewis Hamilton conseguiu o terceiro pódio seguido para a Mercedes. 

Além disso, Mick Schumacher, com uma atuação firme, foi eleito o piloto do dia. Contudo, o GP da Áustria também foi palco de casos de racismo, assédio e machismo nas arquibancadas. 

Confira os destaques do GP da Áustria 

Ferrari e Charles Leclerc dominando

Depois do fiasco que foi o Grande Prêmio de Silverstone para Leclerc e estrategicamente para a Ferrari, a equipe e o piloto tiveram uma corrida quase perfeita para a Ferrari. O monegasco dominou a prova e não deixou Max Verstappen vencer. 

Com os carros aparentemente acertados, Leclerc e Carlos Sainz tiveram um ótimo ritmo de corrida. Sem os erros de estratégia e brigas na pista entre os companheiros de equipe, Charles ultrapassou três vezes o líder do campeonato Max Verstappen e cruzou em primeiro. 

Carlos Sainz fora da corrida

Nas últimas 15 voltas, Sainz também se projetava para ultrapassar o atual campeão, no entanto, o motor Ferrari, que estava fazendo a diferença no dia, não aguentou a pressão e estourou. 

O carro do espanhol começou a pegar fogo e o piloto viveu momentos de agonia para sair do modelo em chamas. Mas, felizmente, Carlos Sainz saiu sem ferimentos, só com a dor de ter perdido a corrida. 

Mick Schumacher piloto do dia

Filho do heptacampeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher, Mick Schumacher vinha sendo bastante questionado por ainda não ter pontuado na temporada, sendo que o companheiro de equipe Kevin Magnussen, já havia ficado na zona de pontuação algumas vezes. 

Mas, em Silverstone, Mick conseguiu os seus primeiros pontos e no Red Bull Ring, ficou em sexto lugar e de quebra ainda foi considerado o piloto do dia pela corrida excepcional que fez.  

Casos de assédios 

Apesar da corrida ter sido muito boa, vários relatos de casos de assédios, racismo e atitudes machistas também chamaram a atenção em Spielberg. Uma torcedora de Lewis Hamilton, por exemplo, relatou que teve o vestido levantado na arquibancada e ouviu que ela não merecia respeito por ser fã do piloto. A Mercedes conseguiu identificar a moça e a convidou para assistir a final da corrida da garagem do time. 

Sorte da Mercedes

Depois do ritmo de corrida que Lewis Hamilton apresentou em Silverstone, esperava-se que na Áustria a equipe fosse brigar com os líderes. Contudo, o heptacampeão e George Russell bateram na qualy para a sprint race e os mecânicos tiveram que, praticamente, reconstruir os carros. Assim, os dois foram para pistas com peças que não eram ideais para o momento e não renderam tanto. 

Apesar disso, Hamilton conseguiu sair da oitava posição e terminou em terceiro, com a quebra do motor de Sainz. Já Russell, depois de ter sido punido com cinco segundos por um acidente com Sergio Perez [da Red Bull], terminou a corrida em quarto. 

Situação 

Com a vitória de Leclerc, o piloto superou Sergio Pérez e assumiu a segunda posição do campeonato. Apesar de não ter vencido as últimas corridas, Max Verstappen segue confortável na liderança. 

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES