Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Oficial: 'Segundinha' é paralisada por decisão do TJD-PA

Acesso do Caeté é suspenso por problema judicial envolvendo as equipes do Parauapebas e do São Raimundo; entenda

Andreia Espírito Santo e Pedro Cruz / O Liberal

A Segunda Divisão do Campeonato Paraense está suspensa. A competição foi oficialmente paralisada nesta manhã sexta-feira, após comunicado feito pelo Tribunal de Justiça do Pará (TJD/PA) durante entrevista coletiva na sede da Federação Paraense de Futebol. A decisão foi informada por Jeff Launder, vice-presidente e corregedor do TJD-PA, em razão do imbróglio jurídico envolvendo as equipes do Parauapebas e do São Raimundo, envolvendo a etapa de quartas de final do torneio. Uma nova decisão deve ser tomada na próxima quarta-feira (8), quando ocorrerá o julgamento do caso.

"O TJD, por prudência, resolveu tomar essa decisão, acatando pedido formalizado por parte do São Raimundo, um pedido de liminar pedindo a suspensão do Campeonato até que se julgue a segunda notícia de infração formalizada pelo São Raimundo. Entendemos como sendo prudente porque, dependendo do resultado do julgamento, haverá uma alteração na ordem de classificação da Segunda Divisão do Campeonato Paraense. Aí, para evitar maiores prejuízos aos atletas e a todos aqueles que estão envolvidos direta ou indiretamente neste evento esportivo, o TJD-PA entendeu por bem suspender o campeonato até o julgamento do mérito", explicou Launder.

FPF recebe recomendação para suspender partida entre Caeté e Parauapebas pela 'Segundinha' O pedido foi feito devido ao imbróglio judicial envolvendo outro jogo, entre o clube do sudeste paraense e o São Raimundo, válido pelas quartas de final da competição.

A suspensão da Segundinha também influencia na situação do Caeté, que havia conquistado o acesso à elite do Campeonato Paraense na última quarta-feira (1), ao vencer o Parauapebas no jogo de volta da semifinal da competição. O acesso já confirmado pelo Amazônia Independente FC, no entanto, está mantido.

"Em relação ao Amazônia, não deve mudar nada. A questão fica direcionada a de quem será efetivamente a segunda vaga [na primeira divisão do estadual], que será disputada com o Caeté. Se o São Raimundo realmente tiver julgado o procedente a sua decisão, a tendência é que ele retorne ao campeonato, se torne apto para disputar com o Caeté uma das vagas para a final do campeonato", complementou.

Entenda o caso

Uma denúncia do São Raimundo aponta que o jogador Henrique Santos da Encarnação Gomes, do Parauapebas, teria que cumprir suspensão automática por ter recebido três cartões amarelos em outros jogos. No entanto, segundo o clube santareno, isso não aconteceu e ele jogou a partida entre as equipes de maneira irregular no dia 12 de novembro.

Devido ao imbróglio, a semifinal entre Caeté e Parauapebas ficou suspensa até a decisão judicial. No entanto, a denúncia foi arquivada no dia 23 de novembro pois o São Raimundo, clube que protocolou a denúncia, não pagou as taxas referentes ao processo.

Por conta disso, a Federação Paraense de Futebol (FPF) decidiu continuar a competição e realizou as duas semifinais entre Caeté e Parauapebas. Porém, o São Raimundo impetrou novo recurso na Justiça e aguarda julgamento.

Caso o Parauapebas seja considerado culpado na denúncia, o clube deve perder pontos na competição e o São Raimundo se classificaria para às semifinais.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES