Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Jornalistas esportivos relembram e prestam homenagem ao apresentador Fernando Vanucci

Ele faleceu nesta terça-feira aos 69 anos em São Paulo

Redação Integrada

O jornalista Fernando Vanucci morreu, aos 69 anos, nesta terça-feira (24), em São Paulo. Referência na área, jornalistas paraenses prestaram homenagem e lembraram do locutor, apresentador e comentarista esportivo, que cobriu seis Copas do Mundo (1978, 1982, 1986, 1990, 1994 e 1998) e ficou marcado pelo bordão "Alô, você".

O jornalista e comentarista esportivo da TV Liberal, Carlos Ferreira, relembrou que Fernando Vanucci marcou época na televisão brasileira e narrou gols de grandes craques do futebol, incluindo de times do Pará.

“Ele marcou época na televisão, especialmente na tela da Globo. Nos gols do fantástico. Na apresentação do Copa Brasil, que agora é o Globo Esporte. Com uma linguagem muito própria como o ‘Alô, Você’, ‘shulap nela!’, ‘Até eu faria’, quando ele falava sempre que um jogador pedia um gol feito. Um dia ele se desafiou. Foi para campo e fez um teste de que aquilo que até ele eu faria, muito menos ele faria. Um figura irreverente, com linguagem própria e que virou a cara do esporte na televisão. Fernando Vanucci e Léo Batista, que continua na ativa. Eu coloco o Fernando Vanucci como uma voz que marcou uma época que já seria marcante pelos craques. Uma geração 70 do futebol brasileiro. Era uma delícia acompanhar os gols do Fantástico e ver os golaços de Sócrates, Zico, Rivelino e companhia. E já para os anos 80 até o início dos anos 90. Mas no futebol do Pará, no trabalho da TV Liberal de fornecimento das imagens de Belém, já nos anos 70 e mais nos anos 80, vimos muitos gols de Bira, Dario, Chico Espinha, Patrulheiro, Duarte e outros jogadores de destaque do futebol paraense que estão registrados na voz do Fernando Vanucci”, contou Carlos Ferreira.

Ele também contou do dia que conheceu Fernando Vanucci, de quem sempre foi fã.

“Tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente em Belém, que veio com Eri Johnson. Eu estava no meu local de trabalho, onde ele chegou e tivemos um rápido contato. Eu sou muito fã do Vanucci. Pela linguagem própria e as pessoa reproduziam o que ele falava. Isso faz dele um gigante da comunicação no tempo que reinou na Rede Globo e essa é minha homenagem”, afirmou.

Quem também deu seu relato foi o jornalista Plácido Ramos, que, diferente de Carlos Ferreira, não conhecia Vanucci pessoalmente, mas tinha uma admiração.

“O trabalho dele eu conheço sim. Era um cara que usava uma linguagem própria. Ele foi um cara que marcou época na televisão. Era bom e espontâneo. A voz boa”, comentou.

Palavras-chave

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES