Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Em jogo entre Remo x Galvez-AC, Polícia Civil inicia campanha de combate à importunação sexual nos estádios

A ação conta com a parceria da Polícia Militar, do Remo e do Paysandu e será estendida até o final da Copa Verde e das Séries B e C do Campeonato Brasileiro

O Liberal com informações da Agência Pará

A Polícia Civil do Pará, em parceria com a Polícia Militar e os clubes Remo e Paysandu, lançou a campanha “Importunação sexual é crime. Não faça parte desse time”. A ação ocorreu na noite da última terça-feira (19), no Baenão, antes do jogo entre Remo e Galvez-AC pela segunda fase da Copa Verde.

O objetivo da campanha é combater, orientar e atender situações de flagrante sobre o crime de violência de gênero nos estádios do Pará. A ação será estendida até o final da Copa Verde e das Séries B e C do Campeonato Brasileiro.

Segundo a Polícia Civil, as ações serão realizadas de maneira preventiva contra a cultura do machismo nos estádios, com a presença de equipes especializadas no combate à violência contra a mulher, com a distribuição de panfletos informativos sobre o crime de importunação sexual. Durante as partidas de futebol, também terá uma equipe apta para atuar repressivamente em casos de situações flagranciais detectadas, para que no local as vítimas sejam atendidas e encaminhadas à Divisão Especializada no Atendimento à Mulher (Deam/Belém).

“Não são mais aceitas justificativas, independente se o ambiente for público ou privado, e menos ainda para locais onde homens se sentem autorizados a praticar crimes contra a mulher diminuindo ou objetificando o gênero feminino. É importante ressaltarmos que o corpo feminino não é espaço público e deve ser protegido, inclusive, pelo Estado", afirmou a delegada-geral adjunta, Daniela Santos, que esteve no Baenão para o lançamento da campanha. 

O crime

A importunação sexual é crime e está previsto no artigo 215-A do Código Penal Brasileiro, a pena mínima de 1 ano e pena máxima de 5 anos de prisão. É considerado crime o ato de praticar, contra uma pessoa específica e sem o seu consentimento, ação libidinosa com o intuito de satisfazer o próprio desejo sexual ou de terceiros.

Como denunciar?

As denúncias podem ser feitas no local dos jogos para a equipe Policial presente ou por meio do Disque-denúncia 180 e via aplicativo Whatsapp (91) 8115.9181, de forma anônima, por meio da inteligência artificial "Iara".

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES