Clube roraimense abandona campo em protesto por Federação manter jogos no Estadual

Elenco do Baré entra em campo de máscaras, em referência ao temor pela pandemia do coronavírus, mas sai no minuto inicial do duelo com o São Raimundo na noite de terça-feira

Vinícius Faustini

A opção da Federação Roraimense de Futebol (FRF) por dar prosseguimento ao Campeonato Estadual mesmo diante da pandemia do coronavírus ocasionou uma reação forte do Baré na noite da última terça-feira. Logo após o árbitro Yungo Paiva dar início à partida (que seria realizada com portões fechados), o elenco do Colorado saiu de campo do Estádio Ribeirão.

BAIXE AQUI o guia de informações essenciais sobre o Coronavírus.

O clube, que chegou a cogitar não comparecer na partida (válida pela quarta rodada do primeiro turno), promoveu um protesto bem curioso. Antes de a bola rolar, todo o seu elenco foi para o gramado usando máscaras e luvas cirúrgicas.

Após terem deixado o gramado em meio aos aplausos irônicos do elenco do Mundão, o árbitro esperou os 30 minutos até determinar que a partida está "suspensa até a próxima ordem".

Mandatário do Baré, Oziel Araújo Neto contou ao LANCE! o que pesou para a equipe fazer o protesto.

- Foi uma forma de alertarmos para o cuidado que todos devem ter com a saúde. Este é um momento no qual temos de nos prevenir. Por isto, em vez de fazermos um W.O., decidimos entrar em campo e expor o nosso posicionamento - afirmou.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES