Associação de arbitragem rebate deputado paraense por críticas a árbitro do jogo Paysandu e Náutico

Deputado federal Edmilson Rodrigues (PSOL-PA) fez os comentários em uma plenária da câmara dos deputados, em Brasília (DF)

Andre Gomes

As polêmicas envolvendo a arbitragem da partida Náutico x Paysandu, do último domingo (8), que decretou a eliminação do Bicola e o acesso do Timbu à Segundona do Brasileirão, continuam. Após o deputado federal Edmilson Rodrigues (PSOL-PA) utilizar uma plenária da câmara dos deputados, em Brasília (DF), para tecer críticas ao árbitro Leandro Pedro Vuaden, a Associação Nacional dos Ábitros de Futebol (ANAF) divulgou uma nota em resposta a Edmilson.

LEIA MAIS

"O Paysandu Sport Club jogou contra o Náutico, de Recife (PE), recentemente e no momento final do jogo, um juíz cometeu uma violência que inviabilizou a ida à Segunda Divisão do Paysandu Sport Club. Não só por ser torcedor, mas é um prejuízo ao futebol brasileiro quando um juíz age de forma ilícita [...]. Juiz ladrão é inadmissível", disparou o deputado.

 

Para além de combater as atrocidades do atual governo, não poderia deixar de lamentar a atitude ilícita feita pelo juiz que marcou um pênalti ilegal prejudicando o @Paysandu clube paraense! #futebolparaense pic.twitter.com/WkUjs3t024

— Edmilson Rodrigues (@EdmilsonPSOL) 10 de setembro de 2019


Nesta quinta-feira (12), a ANAF, por meio de uma nota assinada pelo presidente da Associação, Salmo Valentim da Silva, contra-ataca o político paraense lembrando a condenação de Edmilson em 2010, por improbidade administrativa, pela compra de livros sem licitação, quando era prefeito da capital paraense.

"O deputado, que só este ano, segundo o portal da transparência da câmara dos deputados, já gastou quase 1 milhão de reais com verba de gabinete, deveria ao invés de utilizar os microfones da câmara para atacar não o Vuaden, mas a arbitragem brasileira, se preocupar por apresentar projetos que melhorem os ínidices da Educação no Estado do Pará, que no ano passado esteve classificada entre as piores do Brasil", responde a Agência.

CONFIRA A RESPOSTA DA ANAF
 

 

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!