Clubes e Governador paraenses se solidarizam com vítimas do incêndio no CT do Flamengo

Leão, Papão e Bragantino usaram as redes sociais. Ao todo 10 pessoas morreram e três ficaram feridas em incêndio no centro de treinamento do time rubro-negro

Fábio Will

O futebol levou um duro golpe na madrugada desta sexta-feira (8), quando dez pessoas morreram (entre atletas e funcionários) em um incêndio no centro de treinamento do Flamengo-RJ, o “Ninho do Urubu”, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ). Os clubes paraenses prestaram homenagem e se solidarizam com ocorrido.

LEIA MAIS

A dupla Re-Pa usou o Twitter para enviar condolências aos familiares das vítimas. Veja abaixo!.

“O Paysandu Sport Club lamenta profundamente o incêndio ocorrido no Ninho do Urubu na madrugada desta sexta-feira (8). Fica aqui a nossa solidariedade aos familiares, amigos das vítimas, torcedores e ao Flamengo. #ForçaFlamengo”, postou.

 

Do outro lado da Almirante Barroso, o Remo também lamentou o que ocorreu no centro de treinamento do time carioca e disse que nessas horas não há cores nem escudos e que todos são um só time.

“Em momentos assim, não há cores nem escudos. Somos um só time. Flamengo, nós do Clube do Remo, lamentamos muito o ocorrido e nos solidarizamos. #ForçaFlamengo”,  disse o clube no Twitter.

 

Além da dupla-Re-Pa, o Bragantino-PA também mandou mensagens aos familiares e ao Flamengo, e disse estar de luto com ocorrido.

“Estamos muito tristes com esse trágico acidente hoje pela manhã no ninho do urubu, O Bragantino Clube do Pará, se solidariza com a dor do Clube de Regatas do Flamengo. Flamengo Nossos pensamentos estão com as vítimas e seus familiares. #ForçaFlamengo”.

 

O Governador do Estado, Helder Barbalho, também utilizou as redes sociais para se manifestar sobre o tema. Veja abaixo!

Ainda não foi divulgado os nomes das vítimas do incêndio no centro de treinamento do Flamengo.

Esportes