Adriana Araújo disputa título mundial de Boxe em outubro

A medalhista olímpica Adriana Araújo terá no dia 4 de outubro seu maior desafio como boxeadora profissional. Ela vai encarar a britânica Chantelle Cameron

TATAME

Depois de conquistar o título latino e o mundial silver do WBC – Conselho Mundial de Boxe, a medalhista olímpica Adriana Araújo terá no dia 4 de outubro seu maior desafio como boxeadora profissional. A baiana sobe ao ringue em Londres, no Reino Unido, contra a atleta local Chantelle Cameron, em busca do tão sonhado cinturão mundial da categoria das leves.

Adriana Araújo, que está invicta na carreira com seis vitórias, treina em Salvador (BA) com o experiente Luiz Dórea, que tem em seu currículo campeões olímpicos e mundiais como Robson Conceição e Acelino Popo Freitas. Focada para levar mais um título para o Brasil, a única medalhista olímpica do Boxe feminino disse que não perderá a oportunidade de fazer história de representar a mulher brasileira: - Estou me preparando muito bem para essa chance de ser campeã mundial e fazer história. Minha oportunidade chegou e não vou deixar passar - disse atleta de 38 anos.

Na última edição do Boxing For You, a baiana Adriana Araújo manteve o título Mundial Silver do Conselho Mundial de Boxe na categoria super-leves (até 63,5 kg) ao derrotar a venezuelana Estheliz Hernandez. O combate foi em 29 de fevereiro deste ano, dias antes da pandemia de Covid-19.

A britânica, adversária de Adriana, tem 12 vitórias, sendo sete nocautes. Chantelle Cameron tem 29 anos e é apelidada de “Wham Bam Chan”. A última luta da britânica foi em novembro do ano passado, quando venceu por decisão unânime a argentina Anahi Ester Sanchez: - É um marco histórico. A Adriana começou no Boxe profissional no Boxing For You, então, começamos com ela sem nenhuma luta após a carreira olímpica. É um projeto meu levar a Adriana à disputa de título mundial, eu prometi e está aí, chegou, chegou até antes do que eu esperava!”, contou o manager Sergio Batarelli, que é também CEO B4Y.

A brasileira é a única do país a conquistar uma medalha olímpica. Em Londres 2012, Adriana ficou com o bronze. Em outubro, a baiana voltará à capital londrina para tentar fazer história novamente.

Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES