Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Todas as linhas de ônibus da Itapemirim são suspensas pela ANTT; entenda

Empresa poderá realizar viagens que já foram vendidas, mas apenas por um prazo de 30 dias

O Liberal

Todas as linhas de transporte rodoviário de passageiros da Itapemirim foram suspensas por determinação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A portaria com a medida foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (20). Conforme o texto, a empresa poderá realizar viagens que já foram vendidas, mas apenas por um prazo de 30 dias a contar desta quarta-feira. A Itapemirim também deverá observar os direitos dos passageiros, inclusive com o reembolso de passagens, quando solicitado, ou então remanejamento para outras empresas. As informações são do Estadão.

VEJA MAIS

Itapemirim começa a receber aeronaves para voos comerciais após Anac autorizar Em nota, a companhia afirma que a segunda aeronave da frota chega neste domingo ao aeroporto de Confins (MG)

O segmento de transporte rodoviário de passageiros do grupo Itapemirim já havia passado por problemas, com a empresa chegando a pedir suspensão de algumas linhas, em dezembro do ano passado. Porém, o grupo logo voltou atrás. De acordo com a ANTT, o grupo agora atravessa "dificuldades operacionais" na atividade rodoviária, o que motivou a agência reguladora a barrar temporariamente as operações da empresa. Em nota, o órgão informou que a decisão vale até que seja cadastrada frota compatível com as linhas a serem reativadas.

Crise na aviação

A decisão desta quarta-feira foi tomada após a empresa provocar uma crise no setor aéreo com a tentativa de entrar no mercado de aviação.  A companhia surpreendeu o mercado ao decidir, mesmo com dívidas bilionárias, montar uma companhia aérea de baixo custo, a Ita. Apesar da desconfiança do mercado, o projeto acabou recebendo o aval para operar da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Porém, havia relatos de atrasos nos cronogramas e de que a companhia estaria tentado cobrar taxas para pilotos e demais tripulantes participarem de seus processos seletivos. Ainda assim a Ita começou a voar em julho do ano passado, mas logo surgiram informações de atrasados nos salários de seus funcionários. A empresa ruiu antes mesmo do Natal e já devolveu a maior parte dos aviões que arrendou.

Na semana passada, a companhia anunciou a venda da companhia aérea Ita para uma consultoria que, segundo o Estadão/Broadcast, tem como endereço listado um coworking em Taguatinga, cidade satélite de Brasília.

Em recuperação judicial há anos, a Itapemirim é agora controlada pelo empresário Sidnei Piva, envolvido em uma série de polêmicas, entre elas uma briga pública com um dos herdeiros do fundador da empresa.

Em nota ao Grupo Liberal, a empresa afirmou que "cumpre rigorosamente todas as normas dos órgãos reguladores do transporte rodoviário e mantém sua linha de atuação, buscando sempre o atendimento de qualidade aos seus clientes".

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA