Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Taxa Selic derruba demanda por crédito na região Norte

Retração registrada em abril chegou a 12,7%; Banco da Amazônia registrou aumento na demanda

O Liberal

A demanda por crédito por parte das empresas da região Norte caiu 12,7% em abril de 2022, segundo levantamento da Serasa Experian. O setor que menos contraiu crédito no período foi o de serviços, com queda de 22,5%, seguido pela indústria (-10,9%) e comércio (-6,7%).

A pesquisa nacional apontou uma queda de 15,3%, puxada pelas micro e pequenas empresas. Já as empresas médias e grandes registraram saldo positivo na busca por crédito, com altas de 7,9% e 14,4% respectivamente. 

Na opinião do economista Valfredo de Farias, os dados refletem a alta dos juros no Brasil, guiados pela taxa Selic, estipulada em 12,75% pelo Banco Central e com expectativa de chegar a 13,25% até o fim do ano.

Entenda quais são as consequências da Selic mais alta
Banco Central tem reajustado a taxa frequentemente para controlar a alta de preços no mercado. Saiba como.

"Isso impacta diretamente no investimento, porque as empresas tendem a pegar menos empréstimos. Mas algumas empresas precisam pegar, então a gente recomenda que isso seja feito somente se a empresa realmente estiver precisando. Porque os bancos vão oferecer, mesmo com juros altos. Se realmente precisar, já que algumas empresas estão buscando desesperadamente empréstimos para quitar dívidas e até outros empréstimos mais pesados, é fundamental fazer um planejamento para pegar esse empréstimo. Sem planejamento esse dinheiro entra na operação da empresa e evapora muito rápido. Se não precisar, melhor não pegar, pois isso vai onerar e gerar passivos para as empresas", recomenda. 

O gerente de pessoas físicas do Banco da Amazônia (Basa), Nélio Gusmão, concorda. Ele também aponta que as empresas devem contrair empréstimo com expectativas de retorno muito bem alinhadas e não meramente para pagar despesas usuais.

A utilização do crédito pode servir para objetivos que vão desde a recomposição do fluxo de caixa até novos investimentos em produtos.

Tesouro Selic é a bola da vez para quem quer começar a investir
A alta da taxa Selic oferece oportunidade de rentabilidade elevada sem riscos ao capital

Segundo ele, a queda não é exclusiva da região Norte pois o momento econômico impôs aos bancos medidas e taxas menos favoráveis em relação ao ano passado.

"O custo do dinheiro ficou bem mais caro e grande parte das famílias não consegue incorporar esses custos no orçamento, que já estava apertado antes. Então é natural a queda", diz. Apesar de tudo, ele destaca os números positivos do Basa em maio: aumento nas linhas de crédito de fomento de 37% e aumento de crédito comercial de 20%. "Mesmo num cenário de demanda mais restrita, as condições de financiamento do Basa se mostram como uma das principais alternativas para quem está precisando de crédito, equilibrando crédito competitivo e condições mais facilitadas", afirma. 

“A gente verifica até gente que tem interesse mas tem recebido respostas negativas por parte dos bancos. Mas há outras soluções que os bancos têm dados, como antecipação de recebíveis de cartão de crédito, o conta garantida e o cheque-especial com carência de prazo. São produtos que querendo ou não influenciam também a decisão do lojista, pois as garantias exigidas são menores”, conta Eduardo Yamamoto, presidente do Sindicato do Comércio Varejista e dos Lojistas de Belém. Segundo o líder da entidade, é importante estreitar o relacionamento com o Basa neste momento. 

Ele avalia que o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte é a linha mais procurada e que diversos empresários estão na expectativa de uma modalidade com taxas pré-fixadas do programa.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA