Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Sest-Senat abre seleção para contratação de profissionais com nível médio; salário é de R$ 2.229,80

As vagas são destinadas para a unidade do município de Belém.

O Liberal

O Serviço Social do Transporte e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest-Senat) abriu seleção para profissionais de nível médio completo para o cargo de assistente administrativo e formação de cadastro de reserva.

As inscrições podem ser feitas até o dia 16 de novembro, exclusivamente, através do site. A remuneração será de R$ 2.229,80 e mais benefícios com jornada de trabalho de 44h semanais. As vagas são destinadas para a unidade do município de Belém.

VEJA MAIS:

Prodepa abre PSS para temporários com salários de R$ 3.675,94 Os selecionados serão lotados nos municípios de Canaã dos Carajás, Parauapebas e Região Metropolitana de Belém.

Para participar da seleção os candidatos devem possuir certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado, em nível médio e comprovação de experiência profissional em atividades administrativas e atendimento ao público.

O processo seletivo contará com as seguintes etapas:

- Prova Objetiva (classificatório e eliminatório)

-  Prova Discursiva (eliminatório)

- Prova Prática (eliminatório e classificatório)

- Análise Documental (eliminatório)

- Entrevista (eliminatório e classificatório)

- Avaliação Comportamental (complementar)

- Validação dos documentos comprobatórios (eliminatório)

- Análise de Compliance (eliminatório)

-   Atestado de Saúde Ocupacional – (eliminatório)

Mais informações sobre o processo seletivo podem ser obtidas no site Sest-Senat.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA