Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Fortuna paga por Elon Musk pelo Twitter soma o PIB do Pará e de mais dois Estados do Brasil; entenda

Negócio fechado nesta segunda-feira (25) é de US$ 44 bilhões, o que representa mais de R$ 214 bilhões de reais

O Liberal

O Twitter anunciou ter aceitado a proposta de US$ 44 bilhões dada pelo bilionário da Tesla, Elon Musk, pela rede social Twitter. O negócio agita as redes sociais e a imprensa há semanas, mas foi bastante rápido para a resolução, dado o montante envolvido, que, na cotação do dólar desta segunda-feira (25), significa a soma do Produto Interno Bruto (PIB) do Pará, do Acre e do Amapá.

• Veja o ranking de valores dos PIBs das Unidades Federativas do Brasil

O dólar estava sendo negociado nesta segunda-feira, às 16h20, a R$ 4,87, o que, na conversão direta, resulta em mais de R$ 214 bilhões. O PIB do Pará, em 2021, foi de R$ 178,3 bilhões. Podemos somar a esse número ainda valor o PIB do Acre (R$ 15,6 bilhões) e do Amapá (R$ 17,4 bilhões) e chegaremos a R$ 208,3 bilhões. Ainda abaixo do que Musk pagou pelo controle acionário da rede social que tem mais de 400 milhões de usuários no mundo (TikTok tem um bilhão e o Instagram, 1,4 bilhão), sendo que 17 milhões somente no Brasil (Facebook ainda lidera, com 130 milhões).

VEJA MAIS

Entenda o motivo do valor R$ 13,99 estar nos trending topics do Twitter hoje (25/04)
O tópico gerou ansiedade em muitos usuários que pensavam que a quantia era relativa a um reajuste no preço da gasolina, do botijão de gás, passagem de ônibus ou similares

Twitter deve aceitar oferta de aquisição enviada por Elon Musk, diz agência
O Twitter pode anunciar ainda nesta segunda-feira (25), o acordo de US$ 43 bilhões (R$ 203,4 bilhões)

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA