Dieese: preço do tomate subiu 42% nos cinco primeiro meses do ano

Apesar da alta, o alimento registrou um pequeno recuo de 0,17% em maio em relação ao mês de abril

Redação Integrada

O preço do quilo do tomate consumido pelos paraenses e comercializado em feiras livres e supermercados de Belém apresentou um reajuste acumulado de 42,13% no balanço comparativo dos preços médios nos cinco primeiros meses deste ano. A inflação do período foi de apenas 0,06%. Apesar da alta, o alimento registrou um pequeno recuo de 0,17% em maio em relação ao mês de abril. Os dados fazem parte de pesquisa divulgada nesta terça-feira (30), pelo Dieese Pará.

De acordo com o balanço, a trajetória de preços do alimento foi a seguinte: em dezembro do ano passado, o quilo do produto foi comercializado em média a R$ 4,13; iniciou janeiro de 2020 sendo vendido em feiras livres e supermercados da capital paraense a R$ 4,82; em fevereiro apresentou a maior alta, custando em média R$ 6,78; em março registrou preço de 6,03; em abril, teve pequena queda e foi comercializado a R$ 5,88, e no mês passado foi vendido a R$ 5,87, após nova leve redução no preço.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!