Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Como se beneficiar com a taxa Selic a dois dígitos? Confira os melhores tipos de investimento

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central iniciou 2022 com mais uma alta de 1,5 ponto porcentual da Selic, elevando a dois dígitos após mais de quatro anos. A taxa básica de juros subiu de 9,25% a 10,75% ao ano - o maior patamar desde maio de 2017. Ao alterar a Selic, o BC muda a taxa básica da economia e, imediatamente, no dia seguinte, alguns investimentos passam a render mais. Por isso, se por um lado o aumento da Selic pode ser muito negativo para quem precisa de um empréstimo, por exemplo, ela pode ser muito benéfica para quem pode investir. É o que afirma o assessor de investimentos da iHUB, Diogo Santos. As informações são do Jornal Contábil.

VEJA MAIS

Banco Central eleva taxa Selic a 10,75% e juros voltam aos dois dígitos após mais de 4 anos
Decisão desta quarta-feira foi a oitava alta consecutiva

Confira as opções de investimentos que se beneficiam com as altas da taxa Selic: 

Tesouro Direto Selic

Rende 100% da taxa básica de juros. No início de 2021, o retorno para quem aplicava nessa opção de investimento era de 2% ao ano, o que era considerado muito pouco e, por isso, fez muita gente resgatar sua aplicação, porém, esse valor foi subindo ao longo do ano, e após a última alta feita pelo BC ele passou a render 10,75% a.a. 

Segundo Diogo Santos, além de ser considerado o investimento mais seguro no país, rende mais do que a poupança.

Certificado de Depósito Bancário

Na prática, quando se investe em CDBs o investidor está realizando um empréstimo para o banco e, por isso, ele remunera.

Existem alguns tipos de certificados de depósito bancário, mas o destaque vai para os títulos pós-fixados e atrelados ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário) –  taxa que os bancos e instituições financeiras usam para fazerem empréstimos entre si-, essa opção historicamente segue a Selic, por isso, quando a Selic sobe o CDI acompanha e vice-versa.

Vale ressaltar que os CDBs contam com uma segurança adicional que é a cobertura do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) de até R$250 mil por CPF e por instituição, caso o banco emissor venha a falir.

LCI – Letra de Crédito Imobiliário

São títulos emitidos por bancos que emprestam esse recurso para empresas ligadas ao mercado imobiliário. Muito parecidas com o CDB, possuem um diferencial muito interessante que é o fato de ser isenta de imposto de renda.

“É comum encontrar LCIs que pagam 100% do CDI, mas vale lembrar que por ser isento de IR, uma LCI com vencimento para até 180 dias é equivalente a um CDB que paga 129% do CDI, por isso, vale a pena fazer essa conta e se tiver dúvidas converse com seu assessor” explica Santos. 

Assim como os CDBs, as LCIs também contam com a garantia do FGC.

LCA – Letra de Crédito do Agronegócio

Já as LCAs são muito parecidas com as LCIs, com a diferença de que vieram para incentivar o agronegócio. Elas também são isentas de IR e contam com a garantia do FGC.

Fundos de Investimentos Referenciados DI

Suas características principais são: baixa volatilidade e baixas taxas de administração. Com frequência são utilizados como caixa ou reserva de emergência por possuírem retornos próximos ao CDI, aliado a liquidez imediata ou D+1. Mas, isso pode variar de fundo para fundo e, por isso, é muito importante ler o prospecto e conversar com um assessor de investimentos  para se assegurar de que a escolha está adequada a seu objetivo.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA