Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Aumento do gás natural a partir de 1º de maio vai impactar no GNV e gás encanado

Aumento vale para todas as distribuidoras do País e chegará para os consumidores finais com variações distintas

O Liberal

A Petrobras anunciou que a partir de 1º de maio haverá um reajuste de 19% por metro cúbico (R$/m³) no preço da venda de gás natural para as distribuidoras. O gás natural é usado nas residências que têm gás encanado e também é o mesmo do gás natural veicular (GNV), para abastecimento de carros, mas não tem relação com os preços do gás de botijão. De acordo com a estatal, os valores serão mantidos até 31 de julho, conforme estabelecido nos contratos firmados. As informações são dos portais O Globo e Estadão.

VEJA MAIS

Confira o preço do gás de cozinha nos municípios do Pará; valor subiu 27,59% em Belém, aponta Dieese
Pesquisa também revela as cidades do Pará onde o botijão de gás de cozinha é mais caro. Veja a lista

Botijão de gás vendido pela Petrobras vai ficar mais barato; entenda
GLP terá redução a partir deste sábado. O gás liquefeito de petróleo, passará de R$ 4,48 para R$ 4,23 por quilo

O aumento decorre das variações do petróleo Brent e da taxa de câmbio, que incidem sobre o preço do gás, que também é um insumo importante para várias indústrias. Segundo a Petrobras, apesar do preço da venda do combustível ser corrigido apenas trimestralmente, os valores do GNV veicular este ano já estavam em forte alta nos postos devido aos reajustes da gasolina e do diesel.

"A atualização trimestral para o gás e anual para o transporte atenua volatilidades momentâneas e assegura previsibilidade e transparência. Os contratos são públicos e divulgados no site da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis)", informou, em nota, a estatal.

A Petrobras esclarece ainda, que o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelas margens das distribuidoras (e, no caso do GNV, dos postos de revenda) e pelos tributos federais e estaduais. "Além disso, o processo de aprovação das tarifas é realizado pelas agências reguladoras estaduais, conforme legislação e regulação específicas", explicou.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA