Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Série documental homenageia Gilberto Braga

Globoplay exibe ‘Gilberto Braga: Meu Nome é Novela’ que revisita a obra do autor falecido em outubro deste ano.

O Liberal

Gilberto Braga mexeu com o imaginário do público e, com suas histórias, despertou emoções diversas e marcou época na televisão. Ele retratou a sociedade brasileira e parou o país por diversas vezes com suas tramas. A série documental original Globoplay, dirigida por Antonia Prado, vai homenagear um dos maiores autores da teledramaturgia nacional.

Com três episódios, ‘Gilberto Braga: Meu Nome é Novela’ chegou ao catálogo da plataforma na segunda, dia 20. O conteúdo revisita a obra do autor, que morreu em outubro deste ano, relembrando seus projetos e personagens mais marcantes.

“É uma grande homenagem à obra e à história do Gilberto Braga, responsável por mudar a maneira como fazemos e assistimos às novelas no país. O público terá a oportunidade de acompanhar seus 50 anos de trabalho e (re)conhecer o legado que ele deixou para a televisão brasileira”, explica Antonia Prado.

No documentário, imagens de arquivo das novelas se misturam a entrevistas concedidas pelo próprio autor e por atores e atrizes que marcaram sua carreira dando vida a personagens emblemáticos. Nomes como Antônio Fagundes, Cássia Kiss, Malu Mader, Glória Pires, Dennis Carvalho, Renata Sorrah, Claudia Abreu, Deborah Evelyn e Lucélia Santos ajudam a contar a história de Gilberto Braga de diversos pontos de vista. Além disso, a produção mostra a trajetória do autor com imagens das tramas que escreveu.

‘Gilberto Braga: Meu Nome é Novela’ tem roteiro de Lalo Homrich, direção executiva de Rafael Dragaud e direção de gênero de Mariano Boni.

É de Gilberto Braga um dos principais marcos da teledramaturgia brasileira, ‘Vale Tudo’, que consagrou a pergunta: ‘Quem matou Odete Roitman?’. A novela ‘Dancin’ Days’ conquistou o coração do público e ditou moda com as meias Lurex e a paixão pelas discotecas. Já em ‘Anos Dourados’, contou uma história ambientada durante o governo JK. Na trama o casal protagonista foi vivido por Malu Mader e Cássio Gabus Mendes. Com ‘Anos Rebeldes’, o autor fez o Brasil lembrar dos anos de chumbo da ditadura militar. Em ‘Celebridade’, todos pararam para ver a surra da mocinha, interpretada por Malu Mader, na vilã de Claudia Abreu. Com ‘Paraíso Tropical’ fez o Brasil torcer pelo romance entre os personagens de Camila Pitanga e Wagner Moura. Em ‘Babilônia’, sua última novela, mostrou um beijo gay entre duas grandes estrelas da TV, Natalia Timberg e Fernanda Montenegro.

Televisão
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM TELEVISÃO

MAIS LIDAS EM CULTURA