Red Hot Chili Peppers leva rock a pirâmides do Egito

O espetáculo, realizado sob forte esquema de segurança, foi promovido pelo Ministério de Turismo do Egito

Reuters

A banda californiana Red Hot Chili Peppers se apresentou nesta sexta-feira em frente às grandes pirâmides de Gizé, no Egito, animando mais de 10 mil pessoas no local e muito mais através de uma transmissão ao vivo.

Com a silhueta dos três monumentos atrás do palco, a banda de funk-rock abriu o show com “Can't Stop", do álbum “By The May” de 2002, seguida por "Californication", "Dark Necessities"  e outros hits.

O espetáculo, realizado sob forte esquema de segurança, foi promovido pelo Ministério de Turismo do Egito, que está tentando colocar o país de volta no mapa como um grande destino de viagens, depois que uma revolução em 2011 e anos de subsequente instabilidade assustaram muitos visitantes.

“Foi muito trabalhoso chegar aqui, mas com certeza valeu a pena”, disse a fã Christina Robertson, de Madison, Wisconsin, que deixou cinco filhos em casa para viajar.

“Eu sempre quis vir ao Egito, eu sempre quis ver as pirâmides, é espetacular, é um sonho, e ver o Red Hot Chili Peppers aqui, minha banda favorita de todos os tempos."

O vocalista Anthony Kiedis, o baixista Michael "Flea" Balzary e o baterista Chad Smith se juntam a nomes como The Grateful Dead, Scorpions e Frank Sinatra ao se apresentar em uma das sete maravilhas do mundo.

Cultura