Rodrigo Vellozo canta homenagem ao irmão em live de novo disco e recebe doações para o CVV

Neste domingo (20), em sua primeira live o artista apresenta as canções de 'O Meste-sala da Minha Saudade', álbum feito como homenagem póstuma ao irmão

Lucas Costa

A interrupção abrupta da relação de Rodrigo Vellozo com o irmão André no ano passado o fez precisar encarar o luto. A falta da afetuosidade, intimidade e sinergia que habitavam entre os dois então vieram à tona em forma de música, no álbum “O Mestre-sala da Minha Saudade”, lançado em agosto deste ano.

O quarto álbum de estúdio de Rodrigo chega acompanhada de uma produção audiovisual para a faixa-título, e dilui um vasto acervo de vivências e sensibilidades para homenagear o irmão. O lançamento marca ainda a primeira gravação do pai, Benito Di Paula, cantando uma composição de Rodrigo, a faixa "Lágrimas no Meu Sorriso".

“Foi uma forma de lidar com isso, entender, falar da nossa amizade, do amor eterno que tenho por ele e sobreviver a isso. É uma possibilidade de sobrevivência a essa dor muito profunda, e transformar isso em alguma coisa concreta que fale dele, que fale a da gente”, descreve Rodrigo.

Produzido por Romulo Fróes, o disco mitifica a figura do mestre-sala ao resgatar a simbologia do carnaval para conduzir o tributo de 12 faixas, ordenadas para gravar no mundo a história de dois irmãos e cúmplices na vida.

“É muito forte pra mim pensar no mestre-sala, que protege a bandeira da escola de samba, como o responsável por guardar a saudade. Evoca o samba, saudosismo e tudo da história da minha família. Da minha história com meu irmão também”, comenta o artista ao explicar a escolha da faixa-título para dar início à sua colagem de sonoridades. 

Live 

Um mês após a chegada de “O Mestre-sala da Minha Saudade”, e na semana em que o irmão completou um ano de falecimento, Rodrigo Vellozo se prepara para mostrar o repertório em uma live no seu canal de YouTube. A apresentação será neste domingo (20), às 18h. Na ocasião, ele vai arrecadar fundos para o Centro de Valorização à Vida (CVV).

Para a apresentação, Vellozo optou por leituras diferentes das presentes no disco. Ele conta que voltou ao estúdio onde as canções foram gravadas e as refez em um set com dois pianos, um elétrico e um acústico. “Apresento elas de uma forma mais crua, mais direta, focando mais no texto, na palavra, na história dessas canções, dessa narrativa proposta no álbum, e a gente entremeou com algumas poesias”, conta.

Com a apresentação que vai arrecadar doações para o CVV, Rodrigo destaca a necessidade em se falar sobre temas como depressão e suicídio, no Setembro Amarelo, mês dedicado a campanhas de prevenção ao suicídio.

“São questões bastante importantes para nós, para mim e para a minha família também. E vai ser bonito falar disso numa live, acho que essa live tem todas essas camadas possíveis de entendimento”, explica o artista.

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA