Rap conecta Pará e Angola no encontro de Bruna BG e Brutamontes; ouça

Single 'Idiotas' foi gravado à distância, junto a um videoclipe; ambos já disponíveis

Lucas Costa

Resultado de uma troca entre rappers de Belém e da Angola, “Idiotas” está disponível junto a um videoclipe no YouTube. Bruna BG e Brutamontes lançaram a colaboração em setembro, gravada à distância, faixa que aborda a temática de ascensão à população negra através da trapmusic.

A produção da música e do clipe foram feitas de maneira independente e caseira, de forma com que isso também seja conectado com a essência do som. Bruna conheceu os meninos do Brutamontes por meio de um amigo em comum, foi ele quem mostrou o trabalho da paraense aos angolanos, que logo ficaram interessados em uma parceria.

“Minha conexão foi através de um brother deles que chama Rácio. Ele postou uma música minha e entrou em contato comigo, disse que tinha achado minha música muito massa e queria fazer um som comigo. Antes de mais nada, pedi para ele me enviar um som deles, para saber se era bacana mesmo. A partir disso criou-se uma amizade, entre mim e o Rácio, que me apresentou os meninos do Brutamontes: o Leonel e o António. A gente foi criando essa amizade, desde o início selando essa música, e foi por aí, as redes sociais que juntaram nossas ideias”, relembra Bruna.

O trabalho marca o intercâmbio, mesmo que on-line, que vem ocorrendo entre artistas da Região Norte do Brasil com países do continente africano. De um tempo para cá, a conexão entre as duas periferias do mundo tem crescido com o auxílio da internet. Bruna também fala sobre este processo de gravação da faixa.

“Foi um pouco complicado, porque a gente quer prezar por uma qualidade boa, mas devido a pandemia, não pudemos fazer isso. Então gravei em casa mesmo, com aplicativo de celular, e eles gravaram em estúdio, eles tem um estúdio caseiro. O videoclipe foi a mesma coisa, eles gravaram na casa deles, e como aqui nao estava mais em lockdown, consegui gravar em Mosqueiro. Eles mandaram as cenas deles pra mim e eu editei o videoclipe por aqui mesmo, em aplicativo de celular também”, conta ela.

A parceria tem repercutido bem, segundo Bruna, tanto na Angola quanto no Pará. A parceria também não deve parar por aqui, e a paraense deve participar do próximo disco do trio angolano, também gravado de forma remota.

“Com certeza a gente vai lançar trabalhos, provavelmente duas músicas. Vou fazer parte do EP deles, as vozes já estão gravadas. Agora estou aguardando eles finalizarem, para lançar. Vai rolar clipe, mas eu vou gravar minha parte aqui e mandar, e eles vão editar lá”, conta.

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MÚSICA

MAIS LIDAS EM CULTURA