Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Projeto revela compositora do imaginário amazônico de 78 anos

Professora aposentada Maria de Jesus encontrou nas aulas com o professor de música Grant Davis Jr mais do que terapia e aprendizado, mas uma forma de expressão e de extravazar um talento nato para letra e melodia. O professor virou parceiro de intensa produção musical.

Enize Vidigal

Tudo começou com uma filha que, querendo cuidar da mãe idosa e de saúde frágil, contratou aulas de música como atividade terapêutica, em Belém. O que se sucedeu foi uma grande surpresa: uma compositora nata de letras e melodias do imaginário amazônico que ganhou assistência para desenvolver-se. E, agora, o duo aluna - Maria de Jesus Pires Salgado - e professor - Grant Davis Junior, lança os três primeiros singles com videoclipe de animação dentro do projeto “Amazônia: Memória, Canção e Sonho”, contemplado pelo Prêmio Vicente Salles, da Fundação Cultural do Pará (FCP). O lançamento inicia nesta segunda-feira, 11, nas redes sociais do músico.

A aluna é, na verdade, professora universitária aposentada, Maria de Jesus, de 78 anos, que lecionou nas universidades Federal do Pará (UFPA) e de Brasília (UNB) e sempre foi envolvida com várias expressões artísticas, conforme relata a filha, Cris Salgado. O professor é o jovem Grant Davis, que começou a compor aos 17 anos, iniciou a carreira musical nos bares e estudou música no Instituto Carlos Gomes.

A produção musical do projeto se remonta à memória de uma anciã, à vivência no Pará e ao imaginário amazônico, como o plantio da mandioca e o contato com o rio e a floresta. Juntos, eles produziram as faixas “O Peixe” (Maria de Jesus e Grant Davis), que será a primeira a ser apresentada ao público, nesta segunda-feira, 11; “Maniva, Filha de Manitu” (Maria de Jesus), que será divulgada na terça-feira, 12; e “Pirilampo” (Maria de Jesus), na quarta-feira, 13. Ainda, na quinta-feira, 14, o projeto culmina com a publicação de um documentário sobre o processo de criação da dupla, que já dura dois anos.

“A mamãe sempre escreveu muito, compôs, envolvida com teatro, artes plásticas e poesia. Ela toca piano. Queria que a mãe tivesse aulas de canto para tirá-la do mundo introspectivo. Começou como forma de trazê-la para um mundo mais lúdico, prazeroso. A arte é uma grande condutora de alegria. Mas não sabia o que viria pela frente”, conta a filha Cris Salgado, que é documentarista, musicista e produtora cultural. As aulas de canto iniciaram com a professora Fernanda Marés e tiveram continuidade com Grant Davis Junior.

“A cada aula, ela me dá letra e eu faço melodia, normalmente. Às vezes, ela me conta uma história ou já canta um trecho de melodia. Ou ela traz uma poesia e já vem cantarolando a melodia pronta, que faço os arranjos. Eu não faria essas músicas se não fosse esse ambiente que construímos. As minhas composições solo são bem diferentes”, conta Gran Davis Junior. Juntos, eles já produziram cerca de 50 canções. “A Dona Maria tem muita vivência e experiência para compartilhar. Ela produz bastante através da linguagem oral”, completa.

O projeto conta com as cantoras Mainumy (voz principal em ‘Pirilampo’) e Thalia Sarmanho (voz de ‘Maniva’ e backing vocal), Grand Davis Junior (voz principal em ‘O Peixe’, piano e backing vocal), Marcos Sarrazin (flauta transversal), Gabriel (banjo e contrabaixo elétrico), Grant Davis Jr (piano), Cris Salgado (maracas e backing vocal), Ingridy Santos (violoncelo) e Yago Mathias (curimbó). 

Davis assina a produção executiva e a direção musical das faixas, além da direção artística e da produção ao lado de Cris e dos arranjos e produção musical junto com Gabriel. Este último, também fez a gravação, mixagem e masterização. O universo de memórias de Maria de Jesus está presente em um produto audiovisual, com animações de Marllon Maia.

História 

Chris revela que Maria de Jesus lecionou Ciências Sociais e Política da Universidade Federal do Pará (UFPA) e da Universidade de Brasília (UNB), pelas quais publicou livros. Foi uma importante ativista contra a ditadura militar, sofreu tortura, participou da elaboração da Constituição Federal de 1988, na reabertura do regime democrático, além de ter sido uma das precursoras do projeto Rondon - de 1967 a 89, estudantes voluntários de extensão universitária promoviam assistência a comunidades isoladas dentro do projeto de integração nacional promovido pelo governo federal.

As origens de Maria de Jesus explicam a memória regional das paisagens, costumes e imaginário popular presente em suas canções. Ela nasceu no Baixo Amazonas, entre a ilha de Juriti Velho, no município de Juruti, no Pará, e Parintins, no Amazonas. Veio de uma família numerosa de 14 irmãos, com poucas chances de avançar nos estudos. Saiu de lá criança e conseguiu se formar.

Depois de uma vida lecionando, Maria de Jesus virou aluna (de música). Mas não uma aluna qualquer, conforme reconhece Grant Davis Junior. A produção musical durante as aulas é intensa. Os dois não pararam de trabalhar nem durante a pandemia, que foi adaptada para chamadas de vídeo. “Ela pode estar imersa no ‘eu pessoal’ o quanto for, mas ela pergunta quando será o próximo encontro (aula)”, revela Cris. 

“É algo muito positivo, que saiu de uma busca desesperada por uma melhora de vida e se tornou um prazer imenso para ela e também para o Davis. Ele é um grande artista, compositor e multi-instrumentista, muito dedicado. Fico muito feliz com os resultados. A arte é transformadora, não tem idade, as pessoas têm potenciais que às vezes elas mesmas desconhecem”, reflete.

Agende-se:

Projeto Amazônia: Memória, Canção e Sonho

Lançamento de 3 canções com videoclipes de animação nas seguintes datas e acessos:

“O peixe”, nesta segunda-feira, 11,  aqui

“Maniva, Filha de Manitu”, na terça-feira, 12, aqui

“Pirilampo”, na quarta-feira,13, aqui.

Vídeo-Documental na quinta-feira, 14, aqui.

Palavras-chave

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MÚSICA

MAIS LIDAS EM CULTURA