Norte no Rock in Rio: Gang do Eletro e Suraras do Tapajós são confirmadas no festival

Bandas paraenses foram confirmadas pelo diretor do evento

O Liberal
fonte

Após críticas envolvendo o Dia do Brasil, com a ausência de artistas do Norte, Zé Ricardo, vice-presidente artístico da Rock World, anunciou nesta sexta-feira (17), Victor Xamã, Gang do Eletro e Suraras do Tapajós, no Rock in Rio.

 "No lançamento do Dia Brasil, eu disse para 120 jornalistas que aquele era o line-up inicial. Nós vamos lançar mais artistas para o Dia Brasil. Tem mais gente nos outros palcos [do Amazonas e do Pará]. Mas o que acontece hoje é que há pouca escuta", disse.

As bandas paraenses se apresentam no dia 21 de setembro, no Global Village, no palco "Pra Sempre - Futuro Ancestral".

VEJA MAIS

image Ausência de ritmos paraenses no Rock In Rio gera debates entre artistas e público
Os mais de 15 ritmos musicais presentes no festival, não contemplam a música nortista e paraense em line-up da edição 40

Zé Ricardo ainda comentou a sua insatisfação sobre as manifestações de artistas paraenses, quando foi anunciado os artistas que vão estar no Dia do Brasil: "Saramago dizia que para 'você conhecer uma coisa, você tem que dar a volta nela'. Então, tem que esperar o dia sair todo para a gente poder criticar. Sou apaixonado pelas Suraras [do Tapajós] há um tempão."

"O Rock in Rio é o único festival que fez um show em homenagem a um estado do Brasil, que foi o Pará, que abriu uma bandeira do Pará gigante em cima do palco, colocou a Dona Onete lá. O Rock in Rio, em 2022, fez uma arena sobre a Amazônia. Então, acho a crítica não muito embasada, porque eu acho que o histórico do Rock in Rio nos defende, mas respeito", disse Zé Ricardo.

Essa vai ser a terceira vez de Keila Gentil no festival. As duas primeiras foram foi solo e agora será com a Gang.

"Nosso nome foi sugerido como referência de música do Norte e entraram em contato através da nossa agência. Eles queriam um show em conjunto com outro artista, a gente sugeriu alguns nomes e a proposta com as Suraras foi abraçada na ideia de juntar a ancestralidade indígena de um grupo de carimbó formado por mulheres e a tecnologia e futurismo da Gang. A Amazônia mostrando suas várias facetas", contou Keila.

A artista disse estar feliz em participar do evento, mesmo que o convite venha depois da manifestação de artistas locais. "Esse ano em especial, além de ser em um palco principal novo espaço do Rock in Rio, vem depois de uma cobrança por mais artistas da Amazônia no palcos principais", pontua.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Música
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MÚSICA

MAIS LIDAS EM CULTURA