Genival Lacerda morre aos 89 anos no Recife, vítima da Covid-19

Artista estava internado desde 30 de novembro em decorrência da Covid-19 no Hospital da Unimed. Com carisma e irreverência, cantor foi um dos ícones do forró.

Redação integrada

O cantor paraibano Genival Lacerda, de 89 anos de idade, morreu por complicações da Covid-19, na manhã desta quinta-feira (7). Ele estava internado na UTI desde o dia 30 de novembro e, segundo recentes comunicados da assessoria de imprensa dele, seu estado era grave e ele respirava com a ajuda de aparelhos. Mais recentemente, a família do artista pediu doações de sangue, mas mesmo com todo tratamento, Genival não resistiu.

Com mensagem breve em seu Instagram, o filho do cantor, Genival Lacerda Filho, revelou a informação da morte do pai, pela infecção do novo coronavírus, no começo da manhã desta quinta-feira (7). "Painho faleceu", disse em seus stories.

 

"O quadro de saúde de Genival Lacerda  continua grave, com pneumonia severa, ainda sem apresentar melhoras. A pressão arterial está controlada e os rins funcionando bem.", dizia o boletim divulgado no último domingo (20).

No dia 8 de dezembro Genival teve a pressão arterial e as taxas normalizadas, além de cessão da febre. De acordo com a assessoria de imprensa do artista, com a boa nova ele teve inclusive redução na sedação.

No último 30 de novembro, Genival Lacerda foi internado na UTI após testar positivo para a Covid-19. Em meados de maio, o cantor já tinha passado pelo hospital e sido internado após sofrer um AVC. Segundo o Jornal do Comércio, o cantor paraibano estava em casa quando passou mal.

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MÚSICA

MAIS LIDAS EM CULTURA