É mentira: Léo Magalhães não comprou direitos autorais de 'Caneta Azul'

Teve site de notícia afirmando que o sertanejo pagou R$ 700 mil por direitos autorais, mas ele nega

Enize Vidigal

O cantor Léo Magalhães usou o Stories do perfil oficial do Instagram para negar que tenha comprado ou mesmo esteja interessado em comprar os direitos autorais da música "Caneta Azul", do maranhense Manoel Gomes, que virou meme nas redes sociais. teve site de notícias publicando que o sertanejo pagou R$ 700 mil pela música.

"Não tô gravando a música, não comprei direitos autorais e ninguém do meu escritório esteve em qualquer lugar para comprar os direitos autorais para que eu pudesse comprar a música", afirmou categoricamente.

Confira o meme da caneta Azul:

"Caneta Azul se transformou num grande sucesso. Eu, particularmente, adorei a música, postei cantando e o Manoel cantando (também). Circularam algumas notícias de que eu e o meu empresário estaríamos querendo comprar os direitos autorais da música para gravar. É mentira", esclareceu.

Léo foi simpático ao mencionar Manoel e o estado de origem dele: "A gente deseja muito sucesso para o Manoel, que, de uma semana pra cá, gravou a música e, nós artistas, repostamos porque achamos interessante, sabíamos que seria um grande sucesso", disse, desejando que a música continue sendo sucesso na voz do próprio compositor. "O Maranhão (é) estado pelo qual tenho o maior carinho".

Léo Magalhães postou negando que vá gravar Caneta Azul (Instagram)

Ele também desejou boa sorte a Manoel: "Tomara que ele continue fazendo músicas assim. Que Deus abençoe a sua carreira, que surjam mais artistas assim para fazer a gente mais feliz ainda". E, bem humorado, encerrou o vídeo cantando o refrão de Caneta Azul. 

Leia também: Artista maranhense ganha visibilidade após lançar 'Caneta Azul'

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA