Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Livro revela a marginalização dos povos da Amazônia no Séc XIX

A publicação traz fotografias de época que mostram o povo sofrido e explorado do Ciclo da Borracha.

Enize Vidigal

Fotografias demonstrando a marginalização dos povos indígenas na Amazônia do século XIX estão estampadas no livro “A Ideia de Civilização nas Imagens da Amazônia 1865-1908” (Editora Telha), do pesquisador Maurício Zouein. Natural de São Paulo, o autor fixou residência em Roraima, em 1974, onde trabalhou na criação do Parque Yanomami e iniciou um trabalho de registro e de pesquisa de imagem e arte junto a comunidades indígenas.

Os registros fotográficos revelados por Maurício Zouein mostram uma Amazônia brasileira de população marcada pela “pobreza na condição de ser civilizado e o exótico na condição de ser explorado”, conforme descreve o autor. As fotos da época, apontam para o contraste flagrante à realidade da elite promissora do Ciclo da Borracha, que agitava os grandes centros urbanos da Amazônia – Belém e Manaus, no Amazonas – com a construção de palacetes e teatros majestosos, bondes elétricos, água tratada e óperas famosas.

Legenda (Divulgação)

As imagens do livro conduz o leitor à compreensão das relações sociais, políticas, econômicas e culturais, que mostram a luta local pela preservação do tradicional e do “progresso” ao custo da degradação da floresta e da exploração humana.

Através da tríade “Comunicação, Territorialidades e Saberes Amazônicos”, é possível observar o intenso trânsito étnico e cultural da região que suscitam reflexões sobre como se constitui historicamente a ideia de civilização nas imagens fotográficas da Amazônia brasileira.

Em Roraima, Zouein trabalhou na Comissão de Criação do Parque Yanomami e conviveu com a fotógrafa Claudia Andújar realizando trabalhos com as comunidades Yanomami, Yekuana e Sanumá. Ele também colaborou na pesquisa americana de semiótica com o professor Floyd Merrell, da Purdue University. Atualmente, ele desenvolve pesquisas no Laboratório de Imagem, Metrópole, Arte e Memória da UFRJ e na linha de pesquisa Visualidades Amazônicas pela UFRR.

Legenda (Capa)

Após concluir os cursos Understanding Research Methods, na Universidade de Londres, e Seeing Through Photographs, no Museu  de Arte Moderna de Nova York, o interesse do autor voltou-se para as visualidades amazônicas que incorporam a pintura, gravura e fotografia.

O livro pode está à venda no site da editora aqui.

 

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA