Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

'Guitarrada das Manas' abre o Festival Jambu Live

O Jambu Live é totalmente gratuito e será transmitido ao vivo pelo YouTube e pela Rádio Web UFPA.

O Liberal

O duo Guitarrada das Manas é uma das atrações que vai abrir o Festival Jambu Live, que começa nesta quinta-feira (2). A programação mistura ritmos regionais e exalta a cultura local. São 27 espetáculos de música, teatro e dança. O Jambu Live é totalmente gratuito e será transmitido ao vivo pelo YouTube e pela Rádio Web UFPA.

Guitarrada das Manas abre a programação, às 18h, e será transmitido por todas as redes sociais do festival. Uma das integrantes do duo, Beá, diz que participar do festival é importante, pois o setor cultural foi um dos mais prejudicados pela pandemia do novo coronavírus.

"Ver essa movimentação e aos poucos retornando aos palcos é muito importante para o artista e para toda a cadeia cultural", destaca Beá. Outro ponto citado pela artista é que o festival ocorre no bairro do Guamá, local de origem da integrante da banda.

"É muito bom tocar no nosso lugar. Isso significa muita coisa e ainda mais estar em um lugar com outros importantes artistas", acrescentou Beá.

O evento é uma das atividades do projeto de extensão da Universidade Federal do Pará (Ufpa) coordenado pela professora. Regina Lima, vice-diretora da Faculdade de Comunicação. “O grande destaque desta edição é que nela o projeto se assume como lugar de visibilidade para os artistas. Estamos nos propondo como uma janela para esses artistas. Um espaço para divulgar trabalhos de diferentes lugares”, afirma.

Regina acrescenta que o festival não tem fins lucrativos e pontua que uma das características dessa edição é que o projeto ganhou vários apoiadores, que abraçam a proposta tornando esta edição possível.

Ainda na abertura, o festival segue com Ocimar Manito, misturando jazz, balada, baião e carimbó. E na sequência, a festa continua com Lílian Tufão, que traz brega e calipso em sua apresentação. A rapper Nic Dias chega com rima e negritude periférica. E para encerrar a noite, Dayse Addario vai encantar o público com repertório musical com mais de 30 anos de carreira.

Além dos shows, os artistas irão participar de entrevistas ao vivo nas redes sociais, compartilhando mais sobre suas produções.

A cantora e técnica vocal, Dayse Addario, também participou do processo de seleção dos artistas desta edição. Sobre essa experiência, ela conta que “isso me oportunizou falar com as pessoas, algumas que eu não conhecia. Voltar a entrar em contato com pessoas do nosso ciclo musical foi bom. E o melhor, para dar boa notícia. Tem coisa melhor para quem canta ou toca do que um convite para cantar?”, destaca.

O Festival Jambu Live traz para a internet, uma opção de entretenimento com valorização dos fazedores e fazedoras de cultura da região, que muitas vezes não conseguem espaços de divulgação para seus trabalhos na cidade. A programação mistura diversos ritmos e busca garantir pluralidade de raça e gênero, além de priorizar as produções autorais e artistas da periferia.

O Jambu Live 2021 segue na sexta (3), sábado (4) e domingo (5), com mais 14 shows ao vivo. Na semana seguinte, o Jambu Live retorna com as apresentações de artes cênicas nos dias 9 e 10. Para acompanhar o festival ao vivo, você pode acessar o canal no YouTube ou também a Rádio Web UFPA.

Links das redes sociais

www.facebook.com/jambulive

www.instagram.com/jambulive 

www.twitter.com/jambulive 

www.youtube.com/jambulive 

Agende-se

Festival Jambu Live 2021

2 a 10 de dezembro, a partir das 18h

Ao vivo no YouTube e na Rádio Web UFPA

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA