Espetáculo musical ‘Despertar da Primavera’ estreia temporada no Teatro do Sesi

A peça foi adaptada aos palcos paraenses pela Casa de Artes Tiago de Pinho, e aborda temas sensíveis e atuais

O Liberal
fonte

"O Despertar da Primavera" é um espetáculo de teatro musical que ambienta a história de Melchior e Wendla e traz questionamentos sobre moral, violências e princípios religiosos, enquanto jovens estão descobrindo sobre o primeiro amor e a sexualidade, na Alemanha do século 19. A peça foi adaptada aos palcos paraenses pela Casa de Artes Tiago de Pinho, será apresentada hoje, 20, e amanhã, 21, às 20h no Teatro do Sesi, na avenida Almirante Barroso, em Belém.

Entre outras temáticas, a peça traz na visão dos protagonistas Melchior e Wendla, interpretados pelo ator Afonso Vítor e Yasmin Pellerano, respectivamente, em paralelo com as conversas entre os personagens coadjuvantes, assuntos relevantes e atemporais: abuso sexual, violência doméstica, gravidez na adolescência, suicídio e homossexualidade, entre outros temas.

O espetáculo é inspirado em um musical de rock "Spring Awakening" em seu título original, com tradução para o português como "O Despertar da Primavera", tem direção teatral de Dante Monteiro, assistência de Direção de Tiago de Pinho, direção geral, coreográfica, concepção de figurino e maquiagem de Bel Lobato; direção musical de Lidia Marçal e Giovanna Marçal, produção artística e executiva de Graciane Gonçalves e Thiago Fernandes. Arte gráfica de Vitor Martins, fotos e edição de Karol Lima e João Pedro Aranha, assessoria de Imprensa de Emanuele Corrêa e realização de Casa de Artes Tiago de Pinho e Embrasesc.

Dante Monteiro, ator e diretor do espetáculo, explica que a peça é resultado de uma prática de montagem da casa, que os estudos iniciaram em agosto de 2022 com aulas preparatórias para a montagem. "Contamos com um elenco de 31 alunos, dos 15 até os 40 anos. É muito curioso observar como o 'Despertar' consegue se comunicar com todas elas, de maneiras diferentes", disse.

"Como um dos diretores, um dos principais desafios foi conseguir retratar com sutileza e responsabilidade as diversas cenas do espetáculo que contém temáticas delicadas e que exigem muita inteligência emocional dos atores. Afinal, apesar do espetáculo se passar na Alemanha do século 19, os assuntos abordados nela são presentes no cotidiano desses jovens. A obra em si foi muito inteligente ao conseguir falar de questões de uma forma que não seja agressiva e que ao mesmo tempo consiga transmitir exatamente a mensagem que ela quer", esclareceu.

O diretor reforçou que o público irá gostar do espetáculos, pois figurino, cenário, preparação dos atores, coreografia, música e outros aspectos do espetáculos estão alinhados, mas que o convite de prestigiar o espetáculo também se faz necessário por causa do debate que ele apresenta. "É um musical que conversa diretamente com o público, independente da idade, com uma linguagem poética única, com números musicais de encher os olhos, e canções que causam emoções diversas, do riso às lágrimas", arguiu.

image A atriz Yasmin Pellerano fala da preparação e os desafios da personagem. (Reprodução / Karol Lima e João Pedro Aranha)

A estudante de psicologia e atriz, Yasmin Pellerano, 21 anos, revela que o que torna interpretar a Wendla ainda mais desafiadora, é porque ela já foi vivida por várias atrizes talentosas, no entanto, acredita que a sua preparação dará ao público emoção e entrega. "O maior desafio é ser fiel a personagem, trazer a essência dela, mas fazer com que ela tenha um toque meu, que ela seja única para mim e para aqueles que forem assistir, sem que pareça uma cópia do que já foi feito, mas respeitando muito a criação das mulheres maravilhosas que fizeram antes de mim", pontuou.

"A história dela na peça se encontra na palavra 'descoberta', do primeiro amor, do próprio corpo, do que significa para ela estar viva e, nessa descoberta, se desenrola um dos temas mais importantes do espetáculo. Às vezes não é fácil lidar com o peso das coisas que a personagem enfrenta, mas como atores precisamos ser fortes e encontrar mecanismo para que possa ser real para quem assiste, mas que não nos machuque", concluiu.

Pellerano elogia as músicas e danças e diz que nos desafios que foram aparecendo durante o processo, sentiu-se ainda mais instigada a se aprofundar no que precisava dominar. "Coreografia é sempre algo desafiador pra mim. As músicas do 'Despertar' são cheias de harmonia, então, é algo para se treinar constantemente. O bom, é que eu adoro fazer o que eu faço e ser desafiada me alimenta. Não vejo a hora de ver nosso resultado completo no palco", finalizou.

 

Serviço

Espetáculo: O Despertar da primavera

Data: 20 e 21 de janeiro, sexta e sábado, respectivamente

Local: Teatro do Sesi, na avenida Almirante Barroso.

Horário: 20h

Ingressos: na bilheteria do teatro ou pelo site, clicando aqui,

Cultura
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA