Confira as indicações de Marco Antonio Moreira na coluna Cine News

Filme alemão inédito, clássicos dos anos 70 e 80 e continuação de 'Coringa' são os destaques da semana

“O Bar Luva Dourada”

O filme é baseado em fatos sobre um assassino em série que estuprou e esquartejou dezenas de mulheres nos anos 1970. O diretor Fatih Akin procura chocar o espectador com cenas fortes, mas muitas vezes em modo cômico. Será o humor a melhor maneira de se criar reflexões sobre um caso tão chocante que, infelizmente, tem eco na atual sociedade “moderna”?

O filme é baseado no romance alemão de mesmo nome, escrito pelo autor Heinz Strunk, lançado em 2016. Foi selecionado para a Competição Principal do 69º Festival de Berlim. Vale conferir.

Onde: Cine Líbero Luxardo
Quando: Até dia 23/10

“Era uma vez na América”

“Era uma vez na América” é um dos melhores filmes do cineasta italiano Sergio Leone. O filme foi exibido em Belém em 1984 e impressionou a maior parte da crítica local. Com direção primorosa de Leone, o filme tem uma das melhores atuações de Robert de Niro.

A história do filme acontece na década de 20. Dois amigos de descendência judaica crescem juntos cometendo pequenos crimes nas ruas. Anos depois, eles se tornam inimigos devido o envolvimento da máfia. Destaque especial para a trilha musical extraordinária do maestro Ennio Morricone.

Onde: Cineclube Alexandrino Moreira (Casa das Artes):
Horário: 18h
Quando: dia 21/10

“Muito além do Jardim”

Nos anos 1970, a televisão foi muito questionada sobre sua influência sob os espectadores. Ótimos filmes foram realizados com essa reflexão como “Rede de Intrigas” (1976) de Sidney Lumet. Outro trabalho admirável sob este e outros temas é “Muito além do Jardim” (1979) de Hal Ashby.

O ator Peter Sellers interpreta um homem ingênuo que passa toda a sua vida cuidando de um jardim e vendo televisão, seu único contato com o mundo. Após seu patrão falecer, ele é obrigado a lidar com a realidade. O filme se tornou um clássico do cinema americano e além de Sellers em grande atuação, tem Shirley McLaine e Melvyn Douglas em destaque.

Acredito que o filme esteja atual nas suas reflexões que podem abranger, hoje, a influência das mídias sociais entre outras plataformas de interação. “Muito além do Jardim” ganhou o “Oscar” de melhor ator coadjuvante para Melvyn Douglas.

Onde: Cine Sindmepa (Boaventura entre Generalíssimo e 14 de março)
Quando: dia 22/10
Horário: 19h

“Coringa”

Perturbador e complexo. Poucos filmes conseguem incomodar o espectador com tanta realidade na suas imagens e palavras. "Coringa" consegue. Desde o início, o filme capta essência de um mundo à beira do colapso regido pela violência, intolerância, frustrações, ódio. É cedo para analisar completamente. É preciso assistir mais de uma vez. Mas lembro de filmes que me chocaram e marcaram pelo seu realismo.

"Laranja Mecânica" de Stanley Kubrick foi um desses filmes. Mas adianto que se a atuação histórica de Joaquim Phoenix é digna de todos os prêmios e reconhecimentos, indico que "Coringa" é um filme de autor. Ele, Todd Phillips, o diretor, em cada sequência, comprova seu talento. Closes, som, música, cores, maquiagem, montagem, atuação. Tudo coordenado de modo impressionante.

Ao abordar o tema da violência por meio de um personagem tão profundo, Phillips lembra que fazer arte exige coragem para indicar contextos e comportamentos que podem ser mal interpretados, como aconteceu com "Laranja Mecânica" de Kubrick. "Coringa" é um filme corajoso, e por isso, pode ser amado ou odiado. Arte também é coragem!

Temos mais um filme de autor na Hollywood do século XXI? Sim. Temos um filme que será debatido por muitos anos, que irá além de tantos blockbusters fúteis e inúteis que só serão lembrados pela sua bilheteria? Sim. Esse filme chama-se "Coringa". Um filme símbolo dos nossos tristes tempos modernos.

Onde: diversas salas
Quando: até dia 23/10

Cinema
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA