Chef paraense é aprovado para a escola de gastronomia Le Cordon Bleu

Herlander Andrade é defensor árduo dos ingredientes e da biodiversidade amazônica

O chef Herlander Andrade foi aprovado para a escola de Gastronomia Le Cordon Bleu Peru, considerada uma das mais importantes do mundo. Seu último trabalho em Belém será o coquetel do lançamento do V Prêmio de Jornalismo de Turismo “Comendador Marques dos Reis”, e do I Encontro Brasil Amazônia de Comunicação em Turismo (I Encomtur), nesta quarta-feira, 7, às 19h, no Centro de Cultura e Turismo Sesc Ver-o-Peso.

Proprietário dos restaurantes Moquén e Boteco do Camarão, Herlander Andrade é defensor árduo dos ingredientes e da biodiversidade amazônica. Herlander Andrade, que é também cirurgião plástico, se diz apaixonado pela gastronomia regional do Pará e da Amazônia. “Eu acredito que essa biodiversidade dos nossos insumos nos proporciona a sair fazendo um deleite por essas explosões de sabores”, pontua.

O chef paraense viaja nesta quinta, 8, para uma temporada no pais andino que vem se destacando no turismo gastronômico e possui restaurantes entre os dez melhores do mundo, valorizando seus ingredientes locais.

“Eu fui submetido a uma avaliação curricular e fui aprovado para a escola Le Cordon Bleu no Peru. Pretendo aprender muito com os peruanos que souberam valorizar os seus ingredientes, souberam mostrar ao mundo a sua culinária. É por isso que eu vou ao Peru: praticar e aprender como se faz para mostrar ao mundo a força, a potência, o sabor fantástico da nossa gastronomia criativa”, descreve.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!