CCBEU e o Museu de Artes Estados Unidos abrem em Belém a exposição “Recortes Nº 1 – Figurativo”

A mostra traz um panorama da obra de Éder Oliveira e de outros artistas paraenses que trabalham com arte figurativa

O Liberal
fonte

O Centro Cultural Brasil Estados Unidos (CCBEU) e o Museu de Artes Brasil Estados Unidos, abrem ao público nesta quinta-feira, 16, a série de exposições Recortes, que traz aos visitantes as diferentes abordagens no universo da criação artística. Em sua primeira edição, a série traz um panorama do potencial e impacto da expressão figurativa a partir da obra do artista paraense Éder Oliveira e de seus múltiplos diálogos com os artistas contemporâneos Carla Duncan, Crispim, Dias Júnior, Diego Azevedo, Marcone Moreira e Rafael Matheus Moreira, que utilizam da força desta forma de criação para retratar imagens reconhecíveis.

A exposição Recortes nº 1 – Figurativa tem curadoria de Thiago Lima, cuja abertura e inauguração ocorreu ontem, 15, no Museu de Artes Brasil Estados Unidos – Mabeu do centro Cultural Brasil Estados Unidos – CCBEU. 

No texto de apresentação da exposição, o curador afirma que uma das principais importâncias da arte figurativa é sua capacidade de contar histórias e transmitir mensagens complexas, “possibilitando conexão emocional com as obras, através da universalidade das situações retratadas”. Para Lima, a força da arte figurativa nesta mostra observa-se a partir da habilidade dos artistas em realizar uma interpretação que permita o desenvolvimento narrativo de histórias e discurso que ao evocar eventos e entrelaçá-los em uma trama própria constroem um diálogo de representação visual cotidiana.

Segundo Thiago Lima, para além da visibilidade imediata, os objetos retratados na obra de Éder Oliveira e dos demais artistas tensionam o campo da representação a partir das próprias narrativas desenvolvidas. “Mostram a força da arte figurativa como apta a demonstrar a perspectiva como um elemento condutor de uma narrativa, capaz de criar uma expressão visual que une estímulo estético e direcionamento narrativo”, detalha o curador.

“Esses discursos visuais conectam as experiências de artista e espectadores, imersos em seus contextos culturais, ampliando o espaço da apresentação, de modo que o desenho, ao conduzir narrativas por meio do discurso visual, incorpora não apenas as vivências, percepções e intenções do artista e de seus objetos, como também do espectador, protagonista dessa experiência visual, transformando-o em um mediador entre o visto e o vivido, emergindo um sujeito da experiência capaz de personificar e internalizar a subjetividade a partir de suas conexões com as obras”, explica ainda o curador.

A presidente do Conselho Administrativo do CCBEU, Ana Celeste Franco, destaca que a galeria da instituição está aberta a todos os públicos. “O apoio às artes está na missão do CCBEU, que é a de preparar cidadãos para inclusão no mundo globalizado pela aprendizagem do inglês, da arte e da cultura. A arte está em nosso DNA”, afirma.

O evento é realizado pelo Centro Cultural Brasil Estados Unidos e Museu de Artes Brasil Estados Unidos, com Patrocínio de STB Intercâmbios, Manjar das Garças, MaxColors, STX – Distribuidoras de bebidas, apoio cultural de OMA galeria e Mitre Galeria e apoio institucional da Embaixada dos Estados Unidos.

Serviço:

Exposição Recortes nº 1 – Figurativo
Local: Museu de Artes Brasil Estados Unidos – MABEU no CCBEU
Data: 16 de maio a 15 de julho de 2024

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Cultura
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA