Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Rodolfo Marques

Rodolfo Silva Marques é professor de Graduação (UNAMA e FEAPA) e de Pós-Graduação Lato Sensu (UNAMA), doutor em Ciência Política (UFRGS), mestre em Ciência Política (UFPA), MBA em Marketing (FGV) e servidor público.

Brasil completa um ano de pandemia e crise. Governador do Pará anuncia intenção de comprar vacinas

Rodolfo Marques

Em 26 de fevereiro de 2021, o Brasil completa um ano de convivência com o novo coronavírus. No mesmo dia, em 2020, foram confirmados os primeiros casos de contaminação no país. Dessa forma, o Brasil está mergulhado na pandemia de Covid-19 há, exatamente, um ano. Nos últimos dias, o Brasil ultrapassou a marca de 250 mil mortes e bateu o recorde negativo de óbitos - no dia 24 de fevereiro, registrou 1.582 mortes.

De acordo com o consórcio de veículos que acompanham os números da pandemia desde junho de 2020, a média móvel de óbitos no Brasil na última semana de fevereiro chegou a 1.150. Segundo a mesma base de dados, o país já havia registrado, até 25 de fevereiro, quase 10 milhões e 400 mil casos da doença – e o Pará é um dos 12 estados que apresentam altas no registro de mortes.

Dentro deste mesmo contexto, os brasileiros continuam sofrendo com a lentidão no processo de vacinação. Com apenas 3% da população vacinada, o país sofre com constantes erros do Ministério da Saúde em todo o decorrer da crise. Entre os equívocos que podem ser citados estão a ausência da compra antecipada de imunizantes; a inexistência de um claro Plano Nacional de Imunização – com indefinição sobre prioridades e logística de distribuição; e uma falta de organização e de treinamento para as equipes que gerenciam e aplicam as vacinas, evidenciando todo o descaso com o qual o governo tratou a pandemia e seus riscos inerentes.

Ao mesmo tempo, houve a alentadora e importante decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) permitindo que estados e municípios possam adquirir e distribuir vacinas caso o governo federal continue descumprindo o Plano Nacional de Imunização. O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), já falou da sua intenção em comprar 3 milhões de doses de imunizantes para acelerar o processo de vacinação no estado.

Passado um ano do período mais dramático que o Brasil enfrenta no âmbito sanitário nas últimas oito décadas, o cenário é de crise sistêmica; este ambiente se torna ainda mais desolador diante da maneira reiteradamente prejudicial com a qual o presidente da República trata o assunto.

A politização da pandemia e o negacionismo dos efeitos dela, ambas faces da mesma moeda no comportamento de Jair Bolsonaro (sem partido), reforçam a ideia de que o Brasil está ainda muito longe de vencer a guerra contra a Covid-19. E isso deixa a população, em sua maioria, extremamente preocupada e ansiosa.

Rodolfo Marques
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM RODOLFO MARQUES