Mais Liberal

Sob coordenação do Departamento de Marketing do Grupo Liberal, aborda os temas relacionados à economia, negócios, tecnologia, comportamento e áreas afins. Publicação aos domingos, terças e quintas. A coluna recebe sugestões pelo e-mail maisliberal@oliberal.com.br.

Voluntária do Centro de Valorização da Vida fala sobre suicídio e a campanha Setembro Amarelo

Luiza Montenegro (Arquivo Pessoal)

A Mais Liberal conversou com Luiza Montenegro, voluntária do Centro de Valorização da Vida, sobre a importância em falar sobre suicídio e a campanha Setembro Amarelo. Confira.

O Brasil é o país com maior número de casos de transtorno de ansiedade no mundo e também o 5º com maior índice de depressão, segundo a OMS. Como você avalia o crescimento desses índices nos últimos anos?
Os especialistas apontam que é grande o número de suicídios relacionados a problemas de saúde mental. Logo, esse crescimento pode resultar em um maior número de mortes também. É muito importante que as pessoas se informem sobre essas doenças, saibam identificar seus sinais e procurem ajuda.

O debate a cerca do suicídio vem evoluindo no País?
Sim. É notório o espaço que o assunto vem ganhando nas conversas, na mídia, nas instituições, escolas, universidades... Aos poucos, a sociedade vai se conscientizando que este, que é um problema de saúde pública, só se enfrenta com informação, conhecimento, engajamento. A primeira medida preventiva de qualquer questão que envolva a sociedade é a educação, por isso, precisamos conversar sobre o assunto.

Como campanhas como o Setembro Amarelo ajudam a enfrentar esta realidade?
O objetivo da campanha é levar informação à sociedade, incentivar que as pessoas saibam sobre prevenção, sinais de que alguém pode estar precisando de ajuda, como cada um pode ser um apoio à outra pessoa. Saber quais as principais causas e as formas de ajudar podem ser os primeiros passos para reduzir as taxas de suicídio no Brasil, onde atualmente 32 pessoas por dia tiram a própria vida. A campanha também é importante por lembrar a quem pensa em suicídio que não está sozinho, que existem formas da pessoa procurar ajuda.

Durante a pandemia ficou mais evidente para a população a necessidade dos cuidados com a saúde mental?
Neste período, todos nós fomos expostos, em algum grau, a medos, incertezas, estresse... Situações que tendem a afetar nosso bem-estar emocional. Os profissionais de saúde mental apontam que ainda é cedo para mensurar estes danos. Mas. ao longo dos próximos anos, é importante se manter atento ao crescimento de doenças e transtornos resultantes desta fase.

Qual a missão do Centro de Valorização da Vida? 
O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os mais de 3 milhões de atendimentos anuais são realizados por 4.200 voluntários em mais de 120 postos de atendimento pelo telefone 188 (sem custo de ligação); pelo www.cvv.org.br, via chat; e por e-mail. Nossa missão é que as pessoas encontrem um espaço para conversar de forma franca e aberta sobre qualquer assunto, sem medo de críticas ou julgamentos. Acreditamos que essa conversa, ainda que não substitua nenhum acompanhamento ou tratamento especializado, pode ajudar a aliviar momentaneamente algumas dores e angústias.

Que mensagem você deixa para os leitores?
O CVV está constantemente precisando de novos voluntários para aumentar a disponibilidade do serviço que oferece. Se você tem mais de 18 anos e quatro horas semanais para se dedicar a um trabalho voluntário, inscreva-se para participar de nossos treinamentos em cvv.org.br/voluntario.


NOTAS: 

O consumidor e as marcas
A pandemia de Covid-19 trouxe hábitos que vão permanecer nos próximos anos. É o que afirmam entrevistados de uma pesquisa do Twitter, que ouviu usuários da plataforma e analisou conversas públicas na rede social no Brasil, além de usar dados do GlobalWebIndex, entre janeiro e julho de 2020.

O consumidor e as marcas II
Cerca de 88% consideram dever das marcas comunicar seus esforços para enfrentar a crise. Já 85% disseram que se tornou mais importante que marcas e empresas se comportem de forma sustentável. Apenas 7% acham que elas devem manter o tom de comunicação habitual em meio à crise.

Marketing de Gentileza
Essa é a proposta da MDG, recém-criada plataforma colaborativa. A rede social propõe construir conexões entre profissionais e estudantes de Marketing, funcionando como ponte para networking, negócios e experiências de trabalho. O espaço também funciona como área de mentoria e hospeda webnars, videoaulas e outros conteúdos para a capacitação gratuita. Saiba mais em marketingdegentileza.com.  

#EuEscrevoEssaHistória
É o tema da campanha nacional em apoio à alfabetização de todas as crianças até os sete anos de idade lançada pelo Natura Crer Para Ver em parceria com o Instituto Natura. Oferece, por meio de seu site oficial, a assinatura da declaração a favor da alfabetização, a ser entregue para cada um dos secretários estaduais de Educação no Brasil. A meta é atingir pelo menos 150 mil assinaturas em todo o País. O Instituto Natura é o braço social da Natura responsável por gerir e investir os recursos nas iniciativas de educação.

"Só Nazica”
É o nome da exposição em cartaz, de 22 a 26 deste mês, na Sede Campestre da Assembléia Paraense. Realizada a cada dois anos, reúne vários de nossos artistas que fazem uma releitura da Imagem de Nossa Senhora de Nazaré. Entre eles, Jorge Eiró, Geraldo Texeira, Alexandre Sequeira e Ruma. O dinheiro arrecadado com a venda das obras será revertido na compra de cestas de Natal para famílias de portadores do vírus HIV.

Segurança em Condomínio
É o curso que será promovido, de  21 a 23 de setembro, pelo Sindicato da Habitação do Estado do Pará (Sindcon/Secovi/PA). É voltado para síndicos, administradores, porteiros, zeladores, vigias e demais interessados. Serão abordados temas como Relações Humanas no Trabalho; Segurança Física das instalações; Técnica Operacional; Noções Básicas de Direito Penal e Técnicas de Segurança e Proteção. As inscrições podem ser feitas no site sindiconpara.com.br.

Pílulas Digitais 
Na Mais Liberal Digital deste domingo, Paulo Campos fala sobre como a relação entre os papéis do líder e do gestor é importante para o direcionamento da carreira. Confira!

Mais Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!