Mais Liberal

Sob coordenação do Departamento de Marketing do Grupo Liberal, versa sobre os temas relacionados à economia, negócios, tecnologia, comportamento e áreas afins. Publicação aos domingos, terças e quintas. A coluna recebe sugestões pelo e-mail maisliberal@oliberal.com.br.

Paulo Campos, Feira Sustentável e aeroporto de Salinas

Mais Liberal

PAPO LIBERAL

Paulo Campos (Divulgação)

Em tempo de começo e encerramento de ciclos, a Mais Liberal conversou com Paulo Campos, coach e professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper) sobre liderança e sucesso profissional.

Quais são as características fundamentais para ser, hoje, um bom líder?

Podemos ter, hoje, dois olhares interessante. O primeiro, pensando nesse líder exponencial, nesse momento em que as organizações atuam dentro de um mercado altamente tecnológico e competitivo. São quatro as características principais: um líder que olhe para o futuro, que consiga explorar novos padrões; um líder inovador, que observe e questione e reformule as oportunidades; um líder tecnológico, pois é preciso entender cada vez mais cada modelo de uso da tecnologia para resolução de problemas; e um líder focado em pessoas, que conheça as pessoas, demostre um interesse genuíno pelas pessoas e, acima de tudo, entenda que o maior diferencial de um líder é quando é capaz de criar sucessores. 

É possível desenvolver qualidades para se tornar um líder?

Para você se tornar um líder, o primeiro ponto é saber se a pessoa está a fim de atuar como um líder. O trabalho de um líder tem início, meio, mas não tem fim. Sem dúvida nenhuma, quando você pensa em um líder, é alguém que é exemplo, que inspira pessoas, alguém que é visionário e que está realmente preocupado com o desenvolvimento de pessoas. Então, sim, as pessoas podem se tornar líderes, pois é uma competência comportamental. Mas é importante entender que quando a pessoa vira líder, passa a fazer parte de um grupo de pessoas que decidem o futuro daquela organização e das pessoas. Você ganha vários benefícios, mas perde quatro direitos: o de falar mal da empresa, porque você agora é a empresa. O de falar de outra área na frente dos seus liderados, ou seja, se você estiver com um problema na outra área você deve falar com o seu par. Você perde o direito de não acreditar nas pessoas, então você deve sempre mostrar que você confia. E você perde o direito de ser vítima, ou seja você tem que assumir o protagonismo. Se está ruim, levanta da cadeira e vai lá e resolve. 

Muitos executivos comentam que o sucesso profissional vem acompanhado de solidão. Em tempos tão acelerados, dá pra conciliar carreira e vida pessoal?

Hoje, não existe mais a vida pessoal e a vida profissional. Você é uma coisa só. Muitas vezes, é importante ter o foco, em que momentos você atua como profissional e em que momento você consegue focar nas coisas da sua vida pessoal. Uma dica importante é que se tenha um planejamento, metas. Que haja um equilíbrio entre quais são as minhas cinco prioridades profissionais e quais são as cinco prioridades pessoais. Mas vejo que hoje muitas pessoas trabalham em casa e no seu momento de trabalho. Uma dica para quem ocupa cargo de liderança é que você deve sempre continuar aprendendo.

Um novo ano costuma vir acompanhado de reflexões e planos. É um bom momento para iniciar um coaching?

A palavra coaching vem de carruagem, que significa você ir de um lugar para o outro de forma mais rápida e segura. Todo início de ano é bom para que você possa gerar um processo de rever o que deu certo e o que deu errado e aprender. Uma ferramenta que gosto muito de usar é o Year Compass [download], que cria algumas reflexões de como foi o ano e o que você pode trabalhar no futuro. Tenho um amigo que diz que toda segunda-feira é um Réveillon. Então, vejo que o início do ano é um ciclo, e, sem dúvida, de todas as segundas-feiras, aquela que você começa o ano, que em 2020 será dia 6 de janeiro, é um momento bom. 

O que se deve levar em conta na hora de escolher um coach?

Sem dúvida, um ponto a ser levado em consideração é a experiência, para quem o profissional já trabalhou, quais os principais clientes que já teve. Hoje vemos muitas pessoas se tornando coach, o que por um lado e bom, porque você populariza um conceito importante. Mas é ruim porque, como em toda profissão, você tem bons e maus profissionais. Também é possível avaliá-lo em quatro grandes grupos: se conhece os fundamentos e processos do coach, como que é o processo com ele, como ele se comunica e, principalmente, como ele ajuda o seu aprendizado. Atuo como coach, mas sempre digo aos meus possíveis clientes que eles devem orçar, procurar outras referências. Indico alguns clientes para que ele possa buscar informações. Outros componentes importantes para um processo de coach é a humildade, coragem e disciplina. Humildade porque será necessário rever alguns comportamentos e identificar o que está bom ou não. Coragem porque você deve focar também no que está legal, com plano de ação. E, por último, tem que ter disciplina, com regularidade, concentração, para você focar no que realmente você quer trabalhar.    

Em seu livro, "A Estreia do Líder", você fala sobre os primeiros passos na trilha da liderança. Pode antecipar alguns desses passos?

O livro é de 2017. Foi fruto de quase 12 anos trabalhando como professor. Comecei a perceber que, na transição de um profissional, quando ele deixa de ser colaborador e se torna o líder de uma equipe, passa por quatro etapas muito claras. Tem de aprender sobre ele e as pessoas que vai liderar. Tem de liderar e praticar no sentido de dar e receber feedback, aprender a delegar, avaliar as pessoas na contratação, movimentação e demissão. Tem de aprender a liderar e ensinar. A essência de um líder é como ele melhora a vida das pessoas e da área que é responsável. Então, tem de estar sempre ensinando, dando feedback, orientando. Entendo que 10% do aprendizado são teóricos, 20% são por meio de relacionamento e 70%, prático. Por último, transformar, no sentido de ter clareza de qual é o seu propósito, compartilhá-lo com as pessoas que você lidera, para que elas possam verificar e identificar a coerência entre o que você fala e o que você faz. E transformar a vida das pessoas, inspirando-as e ajudando-as a atingir as metas.

Diretoria e colaboradores do Hospital Guadalupe comemoram as conquistas da instituição em 2019, com avanços significativos na saúde. Entre eles, a inauguração da UTI Cardíaca. Na foto, durante a confraternização do hospital, realizada na Assembléia Paraense. (Divulgação)

PÍLULAS DIGITAIS

Nesta semana, a jornalista Francy Rodrigues dá dicas de como ficar bem na foto (literalmente).

FEIRA SUSTENTÁVEL

O Shopping Metrópole Ananindeua recebe, até o dia 29, a Feira da Economia Criativa Açaizal. O evento, que tem apoio do Sebrae, reúne centenas de objetos fabricados a partir de materiais recicláveis da cadeia produtiva do açaí, mandioca, peixe e outros resíduos sólidos.

AEROPORTO EM SALINAS

A primeira etapa do aeroporto de Salinópolis, com ampliação e pavimentação da pista de pouso, está prevista para o início de 2020. A obra, sob responsabilidade da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), vai melhorar as condições para aeronaves com capacidade de até 110 passageiros. Ainda no primeiro semestre do próximo ano, deve ser concluída a segunda etapa, que inclui a construção do terminal de passageiros, para facilitar o acesso dos usuários.

HÁBITOS DE CONSUMO

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) realizaram uma pesquisa para saber quando os belenenses foram às compras de Natal. Cerca de 41% dos entrevistados responderam que até 15 de dezembro. Já 30% disseram ter ido em todo mês de novembro. Doze por cento alegaram não ter comprado nada por falta de tempo e 3% vão deixar para adquirir os presentes em janeiro.

Mais Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM COLUNAS E BLOGS