Mais Liberal

Sob coordenação do Departamento de Marketing do Grupo Liberal, versa sobre os temas relacionados à economia, negócios, tecnologia, comportamento e áreas afins. Publicação aos domingos, terças e quintas. A coluna recebe sugestões pelo e-mail maisliberal@oliberal.com.br.

Papo Liberal: Paraense radicada em Roma conta sua experiência em tempos de coronavírus

E mais: Páscoa drive thru no Bosque Grão-Pará; Pão de Santo Antônio precisa de doações; Paulo Vieira de Campos fala sobre liderança nas Pílulas Digitais

Mais Liberal

Papo Liberal

Elizabeth Lins Brasiliense Drucker (Arquivo pessoal)

A Mais Liberal conversou com a paraense Elizabeth Lins Brasiliense Drucker, pedagoga e professora e arbitro nacional de Karatê, radicada há dez anos em Roma. Ela nos conta como tem sido sua experiência, inclusive de isolamento social, durante a pandemia de coronavírus.  

Como tem sido seu dia a dia na Itália?

A minha experiência de isolamento está sendo tranquila. Sou muito disciplinada e procuro manter uma rotina saudável, acordando cedo, deixando a casa muito limpa e malhando. A internet é grande aliada neste momento difícil, pois nos mantêm em contato com a família e amigos.

Você acha que a Itália demorou a aderir ao isolamento social e que o cenário poderia ter sido diferente caso tivesse começado antes?

Com certeza, teria sido diferente se a Itália tivesse começado o isolamento social antes. Mas, como fomos os primeiros depois da China, pensávamos que não aconteceria aqui e as medidas foram sendo tomadas lentamente.

O que você tem feito para conseguir manter a saúde mental equilibrada, já caminhando para a quarta semana de confinamento? 

Tenho feito muito exercício físico, mais do que fazia antes, principalmente o karatê. Procuro pegar um pouco de sol de manhã cedo, leio, pinto, ao som de boa música, e penso positivamente no futuro.

Como está o funcionamento de serviços essenciais como alimentação e farmácias?

Os serviços essenciais estão funcionando bem, na medida do possível. Não se encontram máscaras, luvas e álcool em gel desde o início da pandemia. Acabou tudo rápido e, quando aparecem no mercado, acabam rapidamente. Aqui também tem uma grande demanda por entregas a domicílio e, por isso mesmo, é quase impossível conseguir. Tenho um aplicativo que abre vagas para pedidos à meia-noite e fecha em poucos minutos. Assim, com muita paciência, tenho tido a sorte de conseguir comprar alimentos uma vez por semana, evitando sair.

O que você acha que vai mudar na Itália e no mundo após o fim da pandemia? 

Penso que vai mudar tudo. Teremos que nos adaptar, aprender a conviver com o vírus até que criem uma vacina. Como diz o Primeiro-Ministro Italiano, estamos na fase 1. Passaremos  pela 2 e, na fase 3, iremos poder começar a sair e trabalhar. Mas ainda não sabemos quando será. Até o próximo dia  13, devemos continuar confinados em casa.

Quer deixar uma mensagem de incentivo e força aos brasileiros?

Espero que os brasileiros tenham paciência. Vejam o que está acontecendo na Itália, que, com o isolamento social, está diminuindo a transmissão do vírus. Portanto, previnam-se ficando em casa. Se for absolutamente necessário, ao sair usem luvas e máscaras, protegendo a si e aos outros.

Delivery grátis

A Estação Cosméticos reforçou seu time de entrega para garantir o atendimento a seus clientes, oferecendo entrega de graça para compras de qualquer valor. Temporariamente, a Estação Café e a unidade Presidente Vargas permanecerão fechadas.

Termômetro de Consumo

A Kantar divulgou a 2ª Edição de seu estudo global, no qual acompanha os hábitos de consumo da população no cenário da pandemia. Segundo os dados, 78% dos brasileiros têm buscado sair de casa somente para o necessário e estão mais preocupados com a saúde. Nos dois primeiros meses do ano, em comparação com mesmo período em 2019, 748 mil lares a mais compraram analgésicos, 330 mil passaram a adquirir vitaminas (sobretudo a C) e 224 mil foram em busca de antigripais.

Termômetro de Consumo II

O estudo também aponta que 27% dos brasileiros vem adotando alimentos saudáveis. Cerca de 22% têm buscado mais produtos de limpeza. Com as recomendações de confinamento, o delivery de supermercados agora é utilizado por 7% dos brasileiros. Já a cesta de produtos de consumo massivo, que há um ano crescia 1% em valor e estava negativa (-5%) em unidades compradas,  cresceu 8% em valor neste começo de ano.

Driblando a crise

Para garantir as vendas de ovos de Páscoa de três lojas que compõem o seu mix, o Shopping Bosque Grão-Pará montou um esquema de drive thru. As marcas, que oferecem descontos e promoções para os clientes, estão com quiosques na área externa do centro comercial.

Todas respeitando as normas de segurança como o uso de máscaras, luvas e a higienização frequente das mãos. Os lojistas atenderão nesse formato até o dia 12 de abril, de 10h às 15h, pelo acesso A (via Av. Centenário).

Big Brother da Telefonia

Para enfrentar a pandemia de coronavírus por meio de políticas públicas de saúde, o Governo Federal vai usar dados de geolocalização dos celulares. Cinco operadoras de telefonia fornecerão as informações de 222,2 milhões de linhas móveis para o Ministério da Ciência, Inovação, Tecnologia e Comunicação (MCTIC). O objetivo é monitorar a mobilidade populacional, os deslocamentos, os pontos de aglomeração, as situações de concentração de pessoas e o risco de contrair a Covid-19.

Big Brother da Telefonia II

Segundo o Sinditelebrasil, o sindicato das teles, os dados serão transferidos para uma nuvem pública, na qual serão unificados e anonimizados. Portanto, não será possível identificar quem é a pessoa que está se deslocando ou saindo de casa. Tudo para não infringir o Marco Civil da Internet e a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que estabelecem regras para assegurar a privacidade de cidadãos.

Solidariedade

O Asilo Pão de Santo Antônio, que abriga idosos, grupo de risco da Covid-19, precisa de álcool em gel, máscaras de proteção e luvas descartáveis, fraldas geriátricas tamanhos M e G e cestas básicas. As doações ajudarão a instituição a proteger seus moradores no enfrentamento da pandemia. Os materiais podem ser entregues na Rua Paes de Souza, entre José Bonifácio e Castelo Branco, ou ainda em depósito bancário. Mais informações pelo número (91) 98871-0182.

Pílulas Digitais 

Paulo Vieira de Campos fala sobre a Liderança ser um esporte de contato. Confira!

Mais Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!