Mais Liberal

Sob coordenação do Departamento de Marketing do Grupo Liberal, aborda os temas relacionados à economia, negócios, tecnologia, comportamento e áreas afins. Publicação aos domingos, terças e quintas. A coluna recebe sugestões pelo e-mail maisliberal@oliberal.com.br.

Papo Liberal com a mastologista Camila Macêdo Loureiro, eleições 2020 e estágio Natura 2021

Mais Liberal

Papo Liberal

(Foto: Estúdio Tereza e Aryanne)

A Mais Liberal conversou com a médica mastologista Camila Macêdo Loureiro sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama.  

O Outubro Rosa é uma campanha muito forte, com grande adesão nacional e internacionalmente. De que forma as ações relacionadas ao tema impactam as pessoas?
O principal impacto positivo do Outubro Rosa é pôr o tema câncer de mama à luz do sol. Até pouco tempo atrás, a palavra câncer sequer era pronunciada, falava-se “aquela doença”. Quando uma campanha de alcance mundial começa não só a falar a respeito da realização periódica de exames que podem detectar a doença precocemente, mas, também, dá voz às pessoas que estão em tratamento, em controle de cura ou ainda vivendo com a doença, cria-se uma enorme corrente do bem, que ajuda a remover a aura de medo e mistério que envolve o câncer de mama.  

Por que são tão importantes a prevenção e o diagnóstico precoce?
Quando detectado precocemente, o câncer de mama tem chances de cura muito mais altas, podendo-se chegar até a 98%. A grande maioria dos casos de câncer iniciais fica restrito à mama, não tendo implantes de células do câncer em outros órgãos (o que chamamos de metástase). Detectar lesões menores também faz com que as chances de se realizar cirurgias conservadoras, isto é, quando não há a necessidade de se fazer uma retirada total da mama, sejam maiores. Além disso, atualmente já existem instrumentos de avaliação que podem ser aplicados a pacientes com casos de câncer de mama iniciais que podem, inclusive, predizer se existe benefício com a realização de tratamentos como quimioterapia, algo que não é possível em casos mais avançados. Em resumo: o câncer de mama detectado precocemente tem não só chances maiores de cura como também uma necessidade menor de tratamentos mais debilitantes, como quimioterapia.  

Quais os primeiros sinais de alerta?
São considerados sinais de que há a necessidade de se buscar atendimento médico, de preferência especializado (mastologista): nódulo mamário, especialmente se endurecido e de crescimento progressivo, saída espontânea de líquido com aspecto transparente ou sangue pelo bico da mama, ferida na pele da mama que não cicatriza, repuxamento da pele e/ou do bico da mama, pele da mama com aspecto de casca de laranja. Gostaria de enfatizar que nenhum destes sintomas é sinônimo de câncer de mama, existindo a necessidade de uma avaliação criteriosa pelo mastologista e, provavelmente, a realização de biópsia para se firmar o diagnóstico. Também gostaria de alertar que estes sintomas podem ocorrer também em homens, pois eles podem desenvolver câncer de mama.

Existe grande preocupação com relação a fatores genéticos e câncer de mama. A atenção deve ser redobrada para quem possui casos da doença na família?
São considerados importantes ao se analisar uma história familiar no sentido de estimar o risco de desenvolvimento de câncer: casos de câncer de mama ou ovário em familiares próximos (mãe, irmã...), principalmente se ocorrem em menores de 45 anos; casos de câncer de mama bilateral; casos de câncer de mama em homens; casos de câncer de mama e ovário no mesmo indivíduo. Câncer de colo de útero não é um marcador de risco aumentado para o desenvolvimento de câncer de mama. No caso de ser detectado um alto risco para o desenvolvimento de câncer ao se analisar a história familiar, pode existir uma mudança de estratégia, seja no início quanto na escolha dos exames de rastreamento. É importante se consultar um mastologista para que estas medidas sejam definidas.  

Quais os índices estatísticos da doença no Pará?
A estimativa de novos casos de câncer de mama para o estado do Pará é de, aproximadamente, 22 casos para cada 100.000 mulheres no ano de 2020. Em termos estatísticos, é considerado um índice baixo quando comparado a outros estados, porém representa o câncer que mais acomete e mata mulheres no Pará.  

Quais são as recomendações para o autoexame?
O autoexame não deve ser encarado como uma forma de diagnóstico precoce do câncer de mama, pois, para que alguém que não recebeu treinamento conseguir detectar um nódulo mamário, precisa ter por volta de dois centímetros. Dito isto, o autoexame é recomendável como uma forma de autoconhecimento, no qual a pessoa dedica um tempo a explorar com mais atenção uma parte do seu corpo. Homens e mulheres de qualquer idade podem realizá-lo uma vez por mês num momento de relaxamento como o banho, por exemplo. No caso de mulheres cisgênero e de homens transgênero que não tenham feito mastectomia, evitar o período menstrual.  

Que mensagem você deixa para os leitores?
Todas as mulheres cisgênero e homens transgênero não mastectomizados precisam iniciar a rotina de mamografia anual e visita regular ao mastologista aos 40 anos. Este é um compromisso do indivíduo consigo mesmo. Enquanto sociedade, é importante criarmos condições para que as pessoas do nosso entorno possam também cuidar de si mesmas. Algumas ações podem parecer algo sem importância, mas você pode estar contribuindo para alguém dar o primeiro passo na direção ao diagnóstico de uma doença para a qual o tempo é muito precioso.

NOTAS:

Eleições 2020
Nesta semana, em OLiberal.com, tem nova rodada de entrevistas com os candidatos à Prefeitura de Belém. Evandro Flexa Jr. e Rita Soares sabatinam mais dois nomes: na terça, 20, Cléber Rabelo, do PSTU; na quinta, 22, Edmilson Rodrigues, do PSOL. As conversas são sempre às 18h, ao vivo, com transmissão simultânea da rede Liberal Rádios. O internauta participa via chat on-line e usando a hashtag #LiberalEleições

Festival Cultura Negra
As políticas públicas aplicadas para o fomento e valorização da cultura e história afrodescendentes em Oriximiná serão abordadas na segunda edição do evento, que será transmitido no dia 17 de outubro, a partir das 18h30, pelos canais do Youtube e Facebook da Uirapuru Cultura e Comunicação.

Festival Cultura Negra II
O festival faz parte do Projeto Circuito de Cultura, realizado via Lei de Incentivo à Cultura, com gestão da Uirapuru e patrocínio da Mineração Rio do Norte, Ministério do Turismo, por meio da Secretaria Especial da Cultura, e Governo Federal. Haverá apresentações de culinária, dança, capoeira, cantores e músicos locais com formação cultural negra.

Estágio Natura 2021
Abertas, até 30 de outubro, as inscrições para o processo seletivo da empresa, com oportunidades para diversos cursos: Administração, Comércio Exterior, Comunicação, Contábeis, Design, Direito, Economia, Estatística, Farmácia, Finanças, Gestão Ambiental, Letras, Logística, Marketing, Matemática, Psicologia, Relações Internacionais, Química, Vendas, entre outros. A seleção será realizada de forma totalmente on-line e destinará 50% das vagas a pessoas que se autodeclarem negras. A Natura também irá analisar e entender a situação de candidatos que não tenham acesso à internet para oferecer pacote de dados durante a segunda fase do processo. Mais informações no site 99jobs.com/natura.

Mais Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!