Linomar Bahia

Jornalista e radialista profissional. Exerceu as funções de repórter, redator e editor de jornais e revistas, locutor, apresentador e diretor de emissoras de rádio e televisão. Articulista dominical de O Liberal há mais de 10 anos e redator de memoriais, pronunciamentos e textos literários. E-mail: linomarbahiajor@gmail.com

Panela de pressão

Linomar Bahia

Ensina a sabedoria popular que, quando se vir as barbas do vizinho ardendo, devemos por as nossas de molho, numa precaução a quanto pudemos nos poupar do pior ou, ao menos, remediar em danos menores. Os surpreendentes tumultos, desenrolados nos Estados Unidos e culminando com uma antes impensável invasão, seguida  de ocupação e depredação da sede do Congresso Nacional, poderão servir de alerta para a forma como essa mensagem pode ser decodificada em países como o Brasil, nos quais os fundamentos democráticos padecem da solidez insuficiente para resistir aos trancos e evitar subversões, ao que nem a considerada maior democracia do mundo foi capaz de impedir arranhar nestes dias. 

Abstraindo as sempre ardentes paixões ideológicas e os nem sempre confessáveis interesses de toda ordem, o país registra uma sucessão de episódios ao arrepio de dispositivos celebrados como se fossem avanços redentores na "Constituição Cidadã" de 1988. Têm sido movimentos políticos e sociais, a  exemplo das ocupações ilegais de propriedades privadas, bem como decisões institucionais, tão questionáveis quanto questionadas, evidenciadas na usurpação de poderes e nas imposições às pessoas, contrárias aos princípios inerentes às liberdades, referenciadas no livre arbítrio e nas prerrogativas da cidadania, estabelecidas na "Declaração Universal dos Direitos Humanos", proclamada pela ONU, em 1948.

Conta a história que, na Idade Média, a barba simbolizava a honra e o poder de quem a cultivava, diferente dos costumes de hoje, inaugurados por jogadores de futebol e pelo meio artístico, logo contaminando os imitadores de todos os matizes, determinando novo modismo, nem sempre estético nem higiênico. Um fio de bigode, ou de barba, valia mais do que uma assinatura, sendo humilhante sua extração, pelo descumprimento de compromisso assumido e negação da palavra, situações interpretadas como desonra e descrédito, ocorrência que provérbio espanhol sintetizou que "quando você vir as barbas de seu vizinho pegar fogo, ponha as suas de molho", servindo de lição as desditas alheias.

É notável que, em meio aos que se dizem e se falam no Brasil dos últimos anos, são as juras democráticas, expressadas por integrantes dos Poderes da República, as quais, pelos tons das vociferações e formas de colocações, fornecem combustível para a efervescência de uma panela de pressão que parece a caminho da explosão. Lideranças de todos os segmentos e porta-vozes dos diferentes matizes políticos, usam em vão o santo nome da democracia, enquanto, protagonizam ações e se empenham em movimentos justamente em sentido contrário aos preceitos e à preservação da essência e dos conceitos proclamados nas praças de Atenas, assim alimentando as justificativas que consideram anti-democráticas.

Focos já fumegavam ao tempo da campanha eleitoral de 1988, estimulados pelos rescaldos do "mensalão", reatiçados pelo "petrolão" e desdobramentos na "lava-jato", com as consequentes prisões. Inflaram com a inesperada eleição presidencial de Jair Bolsonaro, despertando ódios e rancores, a despeito da democrática votação dos mais de 58 milhões de eleitores. Desde então, os tições somente têm se multiplicado e aumentado nas intensidades das violações de princípios constitucionais, agressões e contestações, geralmente transbordando para o caráter pessoal e desrespeito institucional, agora envolvendo as eleições na Câmara e no Senado como nova pressão na panela, recomendando "barbas de molho".

Linomar Bahia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM LINOMAR BAHIA